14 de abril de 2017

PÃO


Eles pegaram a conta desse pão e um orçamento publicitário de uns US$ 100 mil. De repente, fotografias de índios aparecem pela cidade inteira, dizendo: "Você não precisa ser judeu para adorar o Levy." Tanto quanto sei, todos os pães de centeio têm o mesmo gosto, mas veja só o que a agência Doyle, Dane fez por este. O que acontece é que um cara da General Foods olha para todos esses índios e chineses, e para as fotos de Godfrey Cambridge devorando um pão de centeio da Levy e diz: "Mas que diabo estamos fazendo com a agência que temos? Olha só o que esses caras estão fazendo com US$ 100 mil." E, logo em seguida, sabe como é, a Doyle, Dane pega uma boa fatia da General Foods. E está começando a fazer um trabalho incrível para a General Foods quando o cara da Kraft diz: "Olha pra isso. Estamos por aí há anos sem fazer nada. Vamos arranjar alguém como esses caras e parar de nos deixar arruinar pela General Foods." Os gritos se fazem ouvir em toda a cidade: "Quero uma agência Doyle, Dane! Quero um comercial Doyle, Dane!"

Boa propaganda é sinônimo de visibilidade. As pessoas falam do produto, notam o produto, pensam no produto.

Jerry Della Femina (Mad Men - Comunicados do Front Publicitário; pág: 40)

Nenhum comentário: