28 de setembro de 2010

A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORRE


Devemos caminhar de olhos abertos em direção a essa armadilha, com coragem, mas com pouca esperança para nós mesmos. Pois, meus senhores, pode muito bem acontecer que literalmente tombemos numa batalha negra longe das terras viventes, de modo que mesmo se Barad-dûr for destruída não viveremos para ver uma nova era. Mas considero que esta é nossa tarefa. E isso é melhor do que perecer, de qualquer forma - como certamente acontecerá, se ficarmos aqui parados - e saber na hora de nossa morte que não vai haver uma nova era.


J.R.R. Tolkien (O Senhor Dos Anéis; pág: 932)

2 comentários:

Ana Maria disse...

O esperar é quietude.

"Quando me amei de verdade,
consegui moderar meu
ritmo e minha pressa.
E isso fez uma enorme
diferença na minha vida."
(Refletir)
Sendo tranquilo, sem pressa, sabe esperar.
Beijinhos iluminados!

Wendel Cavalcante disse...

A Esperança não morre!

Abração!