6 de março de 2017

COMUNICAÇÃO DE MASSA


A transmissão em rede nacional de uma convenção política é comunicação de massa; a transmissão, em circuito fechado, das operações de uma linha de montagem industrial, controlada por um engenheiro, não. Um filme de Hollywood é comunicação de massa; um filme doméstico, sobre as férias da família, não o é, se sua exibição for restrita. Massa (em que há um grupo com alguma característica comum, mas se desconhecem as características de cada indivíduo).

O sociólogo Herbert Blumer (in Cohn, 1978) separa quatro componentes sociológicos que, em conjunto, identificam a massa. Primeiro: seus membros podem vir de qualquer profissão e de todas as camadas sociais. A massa pode incluir pessoas de diversas posições sociais, de diferentes vocações, de variados níveis culturais e de riqueza. Segundo: a massa é um grupo anônimo ou, mais exatamente, composto de indivíduos anônimos. Terceiro: existe pouca interação ou troca de experiências entre os membros da massa, exceto quando fazem parte de um clube de compras e trocam experiências sobre o que compram e o uso que fazem dos produtos (a internet criou um novo conceito dentro do processo de integração de consumidores: quando nos nichos, ou até em "nano-nichos", os consumidores se conhecem e se retroalimentam com informações e opiniões sobre produtos e serviços adquiridos). Por fim, o Quarto componente sociológico: a massa é frouxamente organizada e não é capaz de agir de comum acordo e com a unidade que caracteriza a multidão.

Armando Sant'Anna, Ismael Rocha e Luiz Dabul (Propaganda: Teoria-Técnica-Prática; págs: 2, 3 e 4) 

Nenhum comentário: