15 de março de 2016

AMAMOS DO JEITO QUE É

A senhora o ama precisamente tal qual ele é, ama-o sendo ofendida por ele. Se ele se emendasse, a senhora o largaria imediatamente e deixaria de amá-lo de vez. Mas a senhora precisa dele para contemplar constantemente sua façanha de fidelidade e censurá-lo por infidelidade. E tudo isso movida por seu orgulho.


Fiódor Dostoiévski (Os Irmãos Karamázov; pág: 269)

Nenhum comentário: