24 de fevereiro de 2016

NO STRESS

O estresse diminui a nossa capacidade respiratória, faz nossos músculos se contraírem de tensão, e os pulmões são movidos pelo diafragma. Ele é um dos músculos mais afetados em momentos estressantes - basta perceber como prendemos a respiração ou ficamos ofegantes em situações de susto ou tensão.

O movimento liberta, ativa a respiração e ajuda o metabolismo dos alimentos que ingerimos.


Vitor Belfort (Lições de Garra, Fé e Sucesso; pág: 145)



Procuro não pensar no combate quando chega o dia. A ideia é me desligar daquela atmosfera, retirar o chip. Não adianta ficar preso em casa, preocupado. Minha concentração tem de estar no nível máximo no octógono. Nas horas que antecedem o combate, prefiro me distrair um pouco, sair de casa ou jogar um videogame.


Anderson Silva (Anderson Spider Silva: O Relato de um Campeão nos Ringues e na Vida; pág: 139)

Nenhum comentário: