19 de dezembro de 2016

BELINDA CARLISLE


01 - Mad About You - [Belinda: 1986]
02 - Since You've Gone - [Belinda: 1986]
03 - I Feel The Magic - [Belinda: 1986]
04 - Gotta Get To You - [Belinda: 1986]
05 - From The Heart - [Belinda: 1986]
06 - Heaven Is A Place On Earth - [Heaven On Earth: 1987]
07 - Should I Let You In? - [Heaven On Earth: 1987]
08 - Fool For Love - [Heaven On Earth: 1987]
09 - Nobody Owns Me - [Heaven On Earth: 1987]
10 - Leave A Light On - [Runaway Horses: 1989]
11 - Runaway Horses - [Runaway Horses: 1989]
12 - We Want The Same Thing - [Runaway Horses: 1989]
13 - Goodbye Day - [Real: 1993]
14 - Tell Me - [Real: 1993]
15 - Here Comes My Baby - [Real: 1993]
16 - California - [A Woman And A Man: 1996]
17 - Always Breaking My Heart - [A Woman And A Man: 1996]
18 - My Heart Goes Out To You - [A Woman And A Man: 1996]
19 - All God's Children - [A Place On Earth: The Greatest Hits: 1999]

12 de dezembro de 2016

9 de dezembro de 2016

O GOLPE DA "ESQUERDA" LATINO-AMERICANA

video
"'Impeachment sem crime de responsabilidade é golpe. E não há crime de responsabilidade' - se esse é seu discurso, por favor, me explique esses números (lamento, você não vai ver isso na propaganda do governo que você defende. Porque, como todo criminoso, ele esconde os fatos e as provas. Porém, esses números são do Banco Central - será que você também acredita que o BC faz parte da 'conspiração contra democracia e a favor do golpe?')"

Jaime Neto


Desenhando:

"Sua mulher mandou você ao supermercado comprar 100 reais em arroz e feijão. Chegando lá, ela liga e diz que você também vai ter que comprar carne, queijo, leite, batata e cenoura com os mesmos 100 reais. Você percebe que é impossível comprar tudo isso com esse dinheiro. Mas como eram itens de primeira necessidade e - principalmente - porque dali alguns meses haveria uma eleição para melhor marido do bairro, você compra todos os itens que sua mulher pediu. Foi pra casa e disse que tudo tinha custado os mesmos 100. Mas não tinha. Na verdade, custou 380 reais. Só que esses 280 a mais eram para você pagar o aluguel. Você deixou de pagar naquele mês. E nos meses seguintes, porque todo mês você tinha que comprar a mesma lista. A eleição de melhor marido estava chegando. Os meses se passavam e o buraco que você criou no aluguel, na luz, no gás foi crescendo e somando juros. Veio a eleição e pá! Você ganhou. Melhor marido do bairro. Imediatamente você reduziu a lista para pão e água. E mandou todo mundo em casa parar de usar eletricidade, gás, água e telefone. Mudou com a família para uma kitchnet mas não importa, porque agora você seria o melhor marido do mundo por mais 4 anos."

Mentor Neto


A taxa de redução da desigualdade social no Brasil permaneceu estável entre os anos 2000 e 2014. Apesar do crescimento da renda entre as pessoas mais vulneráveis e extremamente pobres, o Brasil não conseguiu, em 14 anos, diminuir o fosso entre ricos e pobres. A conclusão é do Radar IDHM, índice que compara as tendências de crescimento dos indicadores sociais na década de 2000 a 2010 e no período de 2011 a 2014. O estudo, lançado hoje (22) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro, aponta que o Índice de Gini, que mede o nível de desigualdade, teve uma redução 0,6% de 2000 a 2010, mesma proporção identificada para o período de 2011 a 2014. O valor foi considerado inexpressivo pelos especialistas.

Por outro lado, a pesquisa mostra que entre 2011 e 2014 a proporção de pessoas com renda domiciliar per capita inferior a 255 reais diminui 9,3% por ano, enquanto que de 2000 a 2010 o decréscimo anual foi de 3,9%. A redução foi ainda maior no grupo de pessoas com renda inferior a R$ 70, faixa que apresentou decréscimo anual de 14 % entre 2011 e 2014, contra o índice de 6,5% anual entre os anos de 2000 e 2010.

EBC Agência Brasil (Nov/2016)


EXTRA:

Pisa, que é um dos principais termômetros da educação em todo o mundo, mostra que o Brasil avançou pouco desde 2012.
Patricia Guedes (Valor Econômico/Dez.2016)


CAPÍTULOS ANTERIORES:
"Verba para FIES é cortada pela metade e se esgota para 2015." (Esquerda Diário/Maio.2015)
"A redução de verbas para a educação - num momento em que Dilma Rousseff elegeu o lema "Pátria Educadora" para o segundo mandato - vem gerando críticas." (Folha de S. Paulo/Set.2015)
"Segundo OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), Brasil tem um dos piores investimento por aluno." (Jogo do Poder/Nov.2015)
"Minha Casa, Pronatec e Fies sofreram cortes de R$ 11 bilhões."  (Estadão/Jan.2016)
"Educação perde R$ 10,5 bi em 2015." (UOL/Jan.2016)


"Não necessariamente o aumento dos recursos para a educação ou a aprovação de novas leis se traduziram em melhorias na qualidade do ensino. O período (de governos do PT) foi caracterizado por problemas na implementação e uso de recursos. Por isso, a ampliação dos gastos com educação não se fez sentir de forma mais efetiva na população brasileira".

Marcelo Paixão


Em primeiro lugar, ao criar esse conceito de classe, o economista Marcelo Neri (que acaba de ser indicado presidente do Ipea) teve o cuidado de agregar a palavra "nova" para dissociá-lo da classe média tradicional, de maior poder aquisitivo. São pessoas com renda familiar entre R$ 1,7 mil e R$ 7,5 mil, e a maioria situada na faixa mais baixa, portanto com renda próxima à dos pobres, que podem comprar um carro com dez anos de uso, mas não um zero km. Foram os programas de transferência de renda - criados na gestão FHC (Bolsa-Escola, erradicação do trabalho infantil, auxílio-gás, etc.) e concentrados por Lula no Bolsa-Família - os maiores responsáveis por essa mobilidade social. Sem dúvida, foi um enorme progresso para um país onde os programas sociais tinham eficácia zero até então, mas longe de resolver o problema da descomunal distância de renda entre ricos e pobres. Fora isso, a estabilidade econômica após o Plano Real, o investimento em educação dirigido ao ensino fundamental e a política de reajuste do salário mínimo acima da inflação ajudaram a encurtar essa distância.

Porém, seja por inércia ou por pressões políticas, permanece intacto o aparato de leis, regras e escolhas (erradas) feitas por governantes que desde sempre sustenta a concentração da renda do País na pequena parcela de ricos. Na educação houve algum progresso: se, no início dos anos 90, havia 17% de crianças fora da escola, hoje só há 2%. Mas a qualidade do ensino é tão ruim que grande parte dessas crianças não passa do estágio de analfabetismo funcional. A escolaridade média da população quase estagnou: nos últimos 20 anos passou de 5 para apenas 7,3 anos de permanência na escola. É o que explica a baixa produtividade do trabalhador e a desvantagem do Brasil em qualidade de produtos em relação aos fabricados na Ásia, por exemplo, onde é normal trabalhadores terem cursado universidade.

O sistemático recuo dos governantes, que preferem ceder a pressões políticas a fazer uma reforma tributária consistente, também tem alimentado a concentração da renda. Segundo pesquisa da Fiesp baseada em números da Receita Federal, as famílias pobres que vivem com até dois salários mínimos comprometem 48,9% de sua renda em pagamento de impostos, quase o dobro dos 26,3% pagos pelas famílias com renda acima de R$ 20 mil. Ao se apropriarem de 35% de toda a renda do País arrecadando tributos, os governos (federal, estaduais e municipais) têm enorme poder de concentrar ou desconcentrar pobreza e riqueza, dependendo de suas escolhas para aplicar verbas públicas. E desde sempre essas escolhas têm beneficiado mais ricos do que pobres, mais quem grita e faz pressão política do que os excluídos silenciosos. Ao ampliar de 25 para 38 o número de ministérios, Lula escolheu concentrar gastos com o funcionalismo, sabendo que vai faltar dinheiro para hospitais atenderem doentes; para escolas qualificarem professores; para construir rede de esgoto e água tratada; para ações que reduzam a violência entre jovens; enfim, para aplicar dinheiro público a serviço de uma distribuição mais justa da renda. Enquanto os governos não derem uma guinada na estrutura jurídica voltada para o social e seguirem privilegiando quem não precisa, o Brasil pode produzir e acumular riqueza, mas vai continuar ocupando o vergonhoso 4.º lugar entre os piores na partilha da renda.

Suely Caldas (Estadão/Ago.2012)


"Ou seja, mesmo se decidirmos acreditar que os programas sociais de distribuição de renda do governo Dilma foram feitos com a melhor das intenções, mesmo se acreditarmos que não houve nenhum objetivo eleitoreiro, mesmo sendo absolutamente cegos para a corrupção que surgiu da estratégia de distribuir renda por decreto, mesmo assim, não adiantou nada."

Mentor Neto


video

Ricardo Amorim (Na íntegra: Um Brasil/Mar.2016)


"Me impressiona que a esquerda tenha adotado como sua uma política econômica, que é uma política econômica de subsídio, crédito para consumo, desequilíbrio fiscal e que não atende a nenhuma das reivindicações históricas da esquerda, que é direitos sociais universais. O Brasil é um país desastroso do ponto de vista da educação, do ponto de vista da saúde, dos direitos sociais universais mas se transformou a política de crédito, consumo, subsídio e desequilíbrio fiscal feito nos governos Dilma e Lula numa política de esquerda. O que faltou aqui no Brasil foram ganhos permanentes, estruturais nos campos dos direitos sociais universais, uma revolução na educação, na saúde, uma reforma urbana que tornaria o Brasil num país diferente, o Brasil só ficou diferente porque se consumiu muito nesse período com aumentos de renda que tão sendo eliminados agora em função do desequilíbrio fiscal, que tão sendo corroídos por uma situação de recessão brutal e de desemprego que aumenta cada vez mais."

Demétrio Magnoli (TV Folha/Abr.2016)

8 de dezembro de 2016

MANIFESTAÇÃO

Congresso Nacional/2013

Não acredito em manifestação pacífica.

Dilma caiu, Cunha caiu, é verdade. Mas não se engane, Caíram porque perderam suas brigas políticas e não por pressão popular. A briga para saber quem ia mandar no galinheiro daqui para frente. Brasília é longe da Av. Paulista ou do Rio. Só existe uma imagem, umazinha só, de todas essas manifestações que assusta. Aquela de 2013, quando o povo subiu no Congresso e por pouco não invadiu os prédios. Aquilo assusta. Manifestação aos domingos, com a família, com a camisa da seleção e tirando fotos para o instagram servem para mostrar nosso descontentamento. Isso sim. Mas não mudam nada. Manifestação popular tem que meter medo. Tem que parar o país. Tem que mexer no bolso. Tem que ser durante a semana. Tem que ter desobediência civil. Tem que ter greve geral.

Mentor Neto
(Trechos de postagens no Facebook)

2 de dezembro de 2016

NORAH JONES


01 - Don't Know Why - [Come Amay With Me: 2002]
02 - Come Away With Me - [Come Amay With Me: 2002]
03 - Turn Me On - [Come Amay With Me: 2002]
04 - Lonestar - [Come Amay With Me: 2002]
05 - Ruler Of My Heart (com Dirty Dozen Brass Band) - [Come Amay With Me: 2002]
06 - What Am I To You? - [Feels Like Home: 2004]
07 - Be Here To Love Me - [Feels Like Home: 2004]
08 - Creepin' In - [Feels Like Home: 2004]
09 - The Long Way Home - [Feels Like Home: 2004]
10 - The Prettiest Thing - [Feels Like Home: 2004]
11 - Sinkin' Soon - [Not Too Late: 2007]
12 - Until The End - [Not Too Late: 2007]
13 - Thinking About You - [Not Too Late: 2007]
14 - Wake Me Up - [Not Too Late: 2007]
15 - Be My Somebody - [Not Too Late: 2007]
16 - Little Room - [Not Too Late: 2007]
17 - Rosie's Lullaby - [Not Too Late: 2007]
18 - Chasing Pirates - [The Fall: 2009]
19 - Light As A Feather - [The Fall: 2009]
20 - I Wouldn't Need You - [The Fall: 2009]
21 - Stuck - [The Fall: 2009]
22 - Tell Yer Mama - [The Fall: 2009]
23 - Man Of The Hour - [The Fall: 2009]
24 - Jesus Etc. - [The Fall (Live At The Living Room): 2009]
25 - Cry, Cry, Cry - [The Fall (Live At The Living Room): 2009]
26 - Strangers - [The Fall (Live At The Living Room): 2009]
27 - Love Me - [...Featuring: 2010]
28 - Bull Rider - [...Featuring: 2010]
29 - Little Lou, Prophet Jack, Ugly John - [...Featuring: 2010]
30 - Here We Go Again - [...Featuring: 2010]
31 - Say Goodbye - [...Little Broken Hearts: 2012]
32 - She's 22 - [...Little Broken Hearts: 2012]
33 - After The Fall - [...Little Broken Hearts: 2012]
34 - 4 Broken Hearts - [...Little Broken Hearts: 2012]
35 - Happy Pills - [...Little Broken Hearts: 2012]
36 - I Don't Wanna Hear Another Sound - [...Little Broken Hearts: 2012]
37 - Out On The Road [Mondo Version] - [...Little Broken Hearts: 2012]
38 - Tragedy - [Day Breaks: 2016]
39 - Carry On - [Day Breaks: 2016]

24 de novembro de 2016

O SHOW DEVE CONTINUAR



Espaços vazios
Pelo que nós estamos vivendo
Lugares abandonados
Eu acho que nós sabemos o resultado
De novo e de novo
Alguém sabe o que nós estamos procurando?

Outro herói
Outro crime impensável
Atrás da cortina
Na pantomima
Segure a linha
Alguém quer segurar um pouco mais?

O show deve continuar
O show deve continuar, sim
Por dentro meu coração está se partindo
Minha maquiagem pode estar escorrendo
Mas meu sorriso
Ainda permanece

O que quer que aconteça
Eu deixarei tudo à sorte
Uma outra melancolia
Um outro romance fracassado
De novo e de novo
Alguém sabe pelo que nós estamos vivendo?

Eu acho que estou aprendendo
Eu preciso ser mais caloroso agora
Em breve estarei virando
A esquina agora
Lá fora está amanhecendo
Mas dentro da escuridão eu estou esperando para ser livre

Minha alma é pintada como as asas das borboletas
Contos de fada de ontem vão crescer mas nunca morrer
Eu posso voar, meus amigos

O show deve continuar, sim
O show deve continuar
Eu irei enfrentar tudo com um grande sorriso
Eu nunca irei desistir
Continue com o show

Oh, eu vou pagar o preço, eu vou superar
Eu tenho que achar vontade para continuar
Continuar com o show
Continuar com o show
O show
O show deve continuar

Queen (The Show Must Go On)

17 de novembro de 2016

NENA


01 - Kino - [Nena: 1983]
02 - Vollmond - [Nena: 1983]
03 - Nur Getraumt - [Nena: 1983]
04 - Tanz Auf Dem Vulkan - [Nena: 1983]
05 - 99 Luftballons - [Nena: 1983]
06 - Zaubertrick - [Nena: 1983]
07 - Leuchtturm - [Nena: 1983]
08 - Ich Bleib Im Bett - [Nena: 1983]
09 - Noch Einmal - [Nena: 1983]
10 - Satellitenstadt - [Nena: 1983]
11 - Rette Mich - [? (Fragezeichen): 1984]
12 - Fragezeichen - [? (Fragezeichen): 1984]
13 - Kuss Mich Wach - [? (Fragezeichen): 1984]
14 - Ich Hung' An Dir - [? (Fragezeichen): 1984]
15 - Der Anfang Vom Ende - [? (Fragezeichen): 1984]
16 - Jung Wie Du - [Feuer Und Flamme: 1985]
17 - Ein Brief - [Feuer Und Flamme: 1985]
18 - Gestern Nacht - [Feuer Und Flamme: 1985]
19 - Du Kennst Die Liebe Nicht - [Feuer Und Flamme: 1985]
20 - Irgendwie, Irgendwo, Irgendwann - [Feuer Und Flamme: 1985]
21 - Mondsong - [Eisbrecher: 1986]
22 - Frei Wie Der Wind - [Eisbrecher: 1986]
23 - Schon War Es Doch - [Eisbrecher: 1986]
24 - Tokyo - [Eisbrecher: 1986]
25 - Jetzt Bist Du Weg - [Eisbrecher: 1986]
26 - Ring Frei - [Eisbrecher: 1986]
27 - Eisbrecher - [Eisbrecher: 1986]

15 de novembro de 2016

METALLICA


01 - Hit The Lights - [Kill 'Em All: 1983]
02 - The Four Horsemen - [Kill 'Em All: 1983]
03 - Motorbreath - [Kill 'Em All: 1983]
04 - Jump In The Fire - [Kill 'Em All: 1983]
05 - Whiplash - [Kill 'Em All: 1983]
06 - No Remorse - [Kill 'Em All: 1983]
07 - Seek & Destroy - [Kill 'Em All: 1983]
08 - Ride The Lightning - [Ride The Lightning: 1984]
09 - For Whow The Bell Tolls - [Ride The Lightning: 1984]
10 - Fade To Black - [Ride The Lightning: 1984]
11 - Escape - [Ride The Lightning: 1984]
12 - Creeping Death - [Ride The Lightning: 1984]
13 - Master Of Puppets - [Master Of Puppets: 1986]
14 - Welcome Home (Sanitarium) - [Master Of Puppets: 1986]
15 - Damage, Inc. - [Master Of Puppets: 1986]
16 - Eye Of The Beholder - [...And Justice For All: 1988]
17 - One - [...And Justice For All: 1988]
18 - Harvester Of Sorrow - [...And Justice For All: 1988]
19 - Dyers Eve - [...And Justice For All: 1988]
20 - Enter Sandman - [Metallica: 1991]
21 - Sad But True - [Metallica: 1991]
22 - The Unforgiven - [Metallica: 1991]
23 - Wherever I May Roam - [Metallica: 1991]
24 - Don't Tread On Me - [Metallica: 1991]
25 - Nothing Else Matters - [Metallica: 1991]
26 - Of Wolf And Man - [Metallica: 1991]
27 - My Friend Of Mysery - [Metallica: 1991]
28 - Ain't My Bitch - [Load: 1996]
29 - 2x4 - [Load: 1996]
30 - The House Jack Built - [Load: 1996]
31 - Hero Of The Day - [Load: 1996]
32 - Bleeding Me - [Load: 1996]
33 - Mama Said - [Load: 1996]
34 - Fuel - [Reload: 1997]
35 - The Memory Remains - [Reload: 1997]
36 - The Unforgiven II - [Reload: 1997]
37 - Slither - [Reload: 1997]
38 - Bad Seed - [Reload: 1997]
39 - Prince Charming - [Reload: 1997]
40 - Low Man's Lyric - [Reload: 1997]
41 - Fixxxer - [Reload: 1997]
42 - It's Electric - [Garage Inc. (CD1): 1998]
43 - Turn The Page - [Garage Inc. (CD1): 1998]
44 - Die, Die My Darling - [Garage Inc. (CD1): 1998]
45 - Mercyful Fate - [Garage Inc. (CD1): 1998]
46 - Whiskey In The Jar - [Garage Inc. (CD1): 1998]
47 - Tuesday's Gone - [Garage Inc. (CD1): 1998]
48 - The Small Hours - [Garage Inc. (CD2): 1998]
49 - Last Caress/Green Hell - [Garage Inc. (CD2): 1998]
50 - Breadfan - [Garage Inc. (CD2): 1998]
51 - Stone Cold Crazy - [Garage Inc. (CD2): 1998]
52 - So What - [Garage Inc. (CD2): 1998]
53 - Frantic - [St. Anger: 2003]
54 - St. Anger - [St. Anger: 2003]
55 - Some Kind Of Monster - [St. Anger: 2003]
56 - Invisible Kid - [St. Anger: 2003]
57 - The Unnamed Feeling - [St. Anger: 2003]
58 - Broken, Beat & Scarred - [Death Magnetic: 2008]
59 - The Day That Never Comes - [Death Magnetic: 2008]
60 - All Nightmare Long - [Death Magnetic: 2008]
61 - Cyanide - [Death Magnetic: 2008]
62 - The Unforgiven III - [Death Magnetic: 2008]
63 - Hate Train - [Beyond Magnetic: 2011]
64 - Hell And Back - [Beyond Magnetic: 2011]
65 - Hardwired - [Hardwired… To Self-Destruct (CD I): 2016]
66 - Moth Into Flame - [Hardwired… To Self-Destruct (CD I): 2016]
67 - Manunkind - [Hardwired… To Self-Destruct (CD II): 2016]
68 - Murder One - [Hardwired… To Self-Destruct (CD II): 2016]
69 - Spit Out The Bone - [Hardwired… To Self-Destruct (CD II): 2016]

5 de novembro de 2016

TEMPO FIQUE PARADO


Viro minhas costas para o vento
Para recuperar meu fôlego
Antes de começar novamente
Impulsionado
Sem um momento à perder
Para passar uma noite
Com uma bebida e um amigo

Eu deixei minha pele ficar tão desbotada
Eu gostaria de fazer uma pausa
Não importa o que eu finja
Como algum peregrino
Que aprende a transcender
Aprende a viver
Como se cada passo fosse o último

Tempo fique parado
Eu não estou olhando para trás
Mas agora eu quero olhar ao meu redor
Tempo fique parado
Ver mais das pessoas
E dos lugares que me cercam agora
Tempo fique parado

Congele esse momento
Um pouco mais
Faça cada sensação
Um pouco mais intensa
Experiência nos escapa...
Experiência nos escapa...
Tempo fique parado

Eu viro meu rosto para o sol
Fecho os meus olhos
Abaixo minhas defesas
Todas aqueles ferimentos
Que eu não posso curar

Deixo meu passado passar rápido demais
Sem tempo para uma pausa
Se eu pudesse desacelerar tudo
Como algum capitão
Cujo navio encalha
Posso esperar até que a maré retorne

Tempo fique parado
Eu não estou olhando pra trás
Mas agora eu quero olhar ao meu redor
Tempo fique parado
Ver mais das pessoas
E dos lugares que me cercam
Agora

Congele este momento
Um pouco mais
Faça cada sensação
Um pouco mais intensa

Faça cada impressão
Um pouco mais intensa
Congele esse movimento
Um pouco mais

A inocência se perde...
A inocência se perde...
Tempo fique parado
Tempo fique parado

Eu não estou olhando para trás
Mas agora eu quero olhar ao meu redor
Ver mais das pessoas
E dos lugares que me cercam agora
Tempo fique parado

O Verão está passando rápido
As noites ficando mais frias
Crianças crescendo
Velhos amigos ficando mais velhos

Congele este momento
Um pouco mais
Faça cada sensação
Um pouco mais intensa
Experiência nos escapa...
Experiência nos escapa...
A inocência se perde...

Rush (Time Stand Still)

28 de outubro de 2016

MXPX


01 - Want Ad - [Pokinatcha: 1994]
02 - Bad Hair Day - [Pokinatcha: 1994]
03 - Walking Bye - [Pokinatcha: 1994]
04 - Do & Don't - [Teenage Politics: 1995]
05 - Moneytree - [Teenage Politics: 1995]
06 - Rainyday - [Teenage Politics: 1995]
07 - Something More - [Teenage Politics: 1995]
08 - Different Things - [Teenage Politics: 1995]
09 - Misunderstanding - [Teenage Politics: 1995]
10 - Study Humans - [Teenage Politics: 1995]
11 - Americanism - [Teenage Politics: 1995]
12 - Oh Boy - [On The Cover: 1995]
13 - Take On Me - [On The Cover: 1995]
14 - Marie, Marie - [On The Cover: 1995]
15 - No Brain - [On The Cover: 1995]
16 - Middlename - [Life In General: 1996]
17 - My Mom Still Cleans My Room - [Life In General: 1996]
18 - Do Your Feet Hurt - [Life In General: 1996]
19 - Sometimes You Have To Ask Yourself - [Life In General: 1996]
20 - Move To Bremerton - [Life In General: 1996]
21 - New York To Nowhere - [Life In General: 1996]
22 - Today In My Way - [Life In General: 1996]
23 - Cristalena - [Life In General: 1996]
24 - Tomorrow's Another Day - [Slowly Going The Way Of The Buffalo: 1998]
25 - The Final Slowdance - [Slowly Going The Way Of The Buffalo: 1998]
26 - I'm OK, You're OK - [Slowly Going The Way Of The Buffalo: 1998]
27 - Party, My House, Be There - [Slowly Going The Way Of The Buffalo: 1998]
28 - Invitation To Understanding - [Slowly Going The Way Of The Buffalo: 1998]
29 - Self Serving With a Purpose - [Slowly Going The Way Of The Buffalo: 1998]
30 - Responsibility - [The Ever Passing Moment: 2000]
31 - Two Whole Years - [The Ever Passing Moment: 2000]
32 - Is The Answer In The Question? - [The Ever Passing Moment: 2000]
33 - One Step Closer To Life - [The Ever Passing Moment: 2000]
34 - Here With Me - [The Ever Passing Moment: 2000]
35 - Misplaced Memories - [The Ever Passing Moment: 2000]
36 - Play It Loud - [Before Everything & After: 2003]
37 - Well Adjusted - [Before Everything & After: 2003]
38 - Brokenhearted - [Before Everything & After: 2003]
39 - More Everything - [Before Everything & After: 2003]
40 - You Make Me, Me - [Before Everything & After: 2003]
41 - You're Not Alone - [Before Everything & After: 2003]
42 - Heard That Sound - [Panic: 2005]
43 - The Story - [Panic: 2005]
44 - Late Again - [Panic: 2005]
45 - Grey Skies Turn Blue - [Panic: 2005]
46 - Call In Sick - [Panic: 2005]
47 - Shut It Down - [Secret Weapon: 2007]
48 - You're On Fire - [Secret Weapon: 2007]
49 - My Brain Is Hanging Upside Down (Bonzo Goes To Bitburg) - [On The Cover II: 2009]
50 - Vacation - [On The Cover II: 2009]
51 - Heaven Is a Place On Earth - [On The Cover II: 2009]
52 - Should I Stay Or Should I Go - [On The Cover II: 2009]
53 - Christmas Only Comes Once a Year - [Punk Rawk Christmas: 2009]
54 - Coming Home For Christmas - [Punk Rawk Christmas: 2009]
55 - It's Christmas And I'm Sick - [Punk Rawk Christmas: 2009]
56 - Another Song About Christmas - [Punk Rawk Christmas: 2009]
57 - Coal - [Punk Rawk Christmas: 2009]
58 - Stay On Your Feet - [Plans Within Plans: 2012]
59 - Lucky Guy - [Plans Within Plans: 2012]

20 de outubro de 2016

REVOLTA!

A revolta não visava o poder, não pretendia vencer, não podia ganhar nada. Era somente um grito, uma convulsão de dor, uma vertigem de horror e indignação. Até que ponto um homem suporta ser espezinhado, desprezado e assustado? Quanto sofrimento é preciso para que um homem se atreva a encarar a morte sem medo? E quando a ousadia chega nesse ponto, ele é capaz de pressentir a presença do poder que o aflige nos seus menores sinais: na luz elétrica, nos jardins elegantes, nas estátuas, nas vitrines de cristal, nos bancos decorados dos parques, nos relógios públicos, nos bondes, nos carros, nas fachadas de mármore, nas delegacias, agências de correio e postos de vacinação, nos uniformes, nos ministérios e nas placas de sinalização. Tudo que o constrange, o humilha, o subordina e reduz sua humanidade. Eis os seus alvos, eis a fonte de sua revolta, e o seu objetivo é sentir e expor, ainda que por um gesto radical, ainda que por uma só e última vez, a sua própria dignidade.

Nicolau Sevcenko (A Revolta da Vacina - Mentes Insanas Em Corpos Rebeldes)

19 de outubro de 2016

PERGUNTAS DE UM TRABALHADOR QUE LÊ

Quem construiu Tebas de sete portas?
Nos livros estão nomes de reis.
Arrastaram eles blocos de pedra?
E a Babilônia várias vezes destruída. Quem a reconstruiu tantas vezes?
Em que casas da Lima dourada moravam os construtores?
Para onde foram os pedreiros, na noite em que a muralha da China ficou pronta?
A grande Roma está cheia de arcos do triunfo.
Quem os ergueu? Sobre quem triunfaram os césares?

Bertold Brecht

27 de setembro de 2016

ANDREAD JÓ


01 - Força - [Força: 2005]
02 - Luz de Jah - [Força: 2005]
03 - A Viagem - [Força: 2005]
04 - Jah Say Yes - [Força: 2005]
05 - Mundo Novo - [Força: 2005]
06 - Canto - [Força: 2005]
07 - Platônico ou Pode Ser - [Força: 2005]
08 - Salamalekoum - [We Are One: 2008]
09 - Namaste Shalom - [We Are One: 2008]
10 - Na Vibe - [We Are One: 2008]
11 - Thank You Lord - [Andread Jó Sings Bob Marley: 2012]
12 - Redemption Song - [Andread Jó Sings Bob Marley: 2012]

PLANTA & RAIZ


01 - Com Certeza - [Este é o Remédio: 2002]
02 - Voz do Coração - [Este é o Remédio: 2002]
03 - Aquele lugar - [Este é o Remédio: 2002]
04 - De Cara Pro Mundo - [De Cara Pro Mundo: 2004]
05 - Tô No Barato - [De Cara Pro Mundo: 2004]
06 - A Dois Passos do Paraíso - [De Cara Pro Mundo: 2004]
07 - Pra Você - [De Cara Pro Mundo: 2004]
08 - Ondas - [De Cara Pro Mundo: 2004]
09 - Vai Moleque - [De Cara Pro Mundo: 2004]
10 - É Preciso Perdoar - [De Cara Pro Mundo: 2004]
11 - Vamos Dançar - [De Cara Pro Mundo: 2004]
12 - Quem Foi - [De Cara Pro Mundo: 2004]
13 - Hoje o Dia amanheceu - [Ao Vivo: 2005]
14 - Gueto do Universo/Dias de Luta, Dias de Glória - [Ao Vivo: 2005]
15 - Love Is Free - [Qual é a Cara do Ladrão?: 2007]
16 - Segue a Vida - [Qual é a Cara do Ladrão?: 2007]
17 - Solto na Cidade - [Qual é a Cara do Ladrão?: 2007]
18 - Mais Uma Mensagem - [Qual é a Cara do Ladrão?: 2007]
19 - Mil Lugares - [Manifestação Do Amor: 2010]
20 - Tão Grande é o Mar - [Manifestação Do Amor: 2010]
21 - Linda - [Bora Viver: 2013]
22 - Reggae Inna Gold Coast - [Bora Viver: 2013]
23 - Feita Pra Mim - [De Sol A Sol: 2013]
24 - Vou Na Fé - [De Sol A Sol: 2013]
25 - Desde as Estrelas - [Segue Em Frente: 2015]
26 - Abro a Janela - [Segue Em Frente: 2015]
27 - Pode Ser - [Segue Em Frente: 2015]

22 de setembro de 2016

CLAUDINHO & BUCHECHA


01 - Tempos Modernos - [Claudinho & Buchecha: 1996]
02 - Nosso Sonho - [Claudinho & Buchecha: 1996]
03 - Conquista - [Claudinho & Buchecha: 1996]
04 - Apaixonados - [Claudinho & Buchecha: 1996]
05 - Só Nós Dois - [Claudinho & Buchecha: 1996]
06 - Quero Te Encontrar - [A Forma: 1997]
07 - Diretriz - [A Forma: 1997]
08 - Uma Noite e Meia - [A Forma: 1997]
09 - Só Love - [Só Love: 1998]
10 - Xereta - [Só Love: 1998]
11 - Lilás - [Só Love: 1998]
12 - Minha Cor - [Só Love: 1998]
13 - Coisa de Cinema - [Claudinho & Buchecha - Ao Vivo: 1999]
14 - Destino - [Destino: 2000]
15 - Gostosa - [Vamos Dançar: 2002]
16 - Fico Assim Sem Você - [Vamos Dançar: 2002]

20 de setembro de 2016

RAÇA NEGRA


01 - É o Amor - [Raça Negra (Vol. 01): 1991]
02 - Volte Amanhã - [Raça Negra (Vol. 01): 1991]
03 - Pensando Em Você - [Raça Negra (Vol. 01): 1991]
04 - Cigana - [Raça Negra (Vol. 02): 1992]
05 - Só Com Você - [Raça Negra (Vol. 02): 1992]
06 - Perdi Você - [Raça Negra (Vol. 03): 1992]
07 - Estou Bem - [Raça Negra (Vol. 03): 1992]
08 - Gostoso Sentimento - [Raça Negra (Vol. 03): 1992]
09 - Cheia de Manias - [Raça Negra (Vol. 03): 1992]
10 - Te Quero Comigo - [Raça Negra (Vol. 04): 1993]
11 - Me Leva Junto Com Você - [Raça Negra (Vol. 04): 1993]
12 - Volta - [Raça Negra (Vol. 04): 1993]
13 - Beijo Na Boca - [Raça Negra (Vol. 04): 1993]
14 - Sem Você - [Raça Negra (Vol. 05): 1994]
15 - Estou Mal - [Raça Negra (Vol. 05): 1994]
16 - Estrela Guia - [Raça Negra (Vol. 05): 1994]
17 - Doce Paixão - [Raça Negra (Vol. 05): 1994]
18 - Ciúme de Você - [Raça Negra (Vol. 05): 1994]
19 - Quando Te Encontrei - [Raça Negra (Vol. 05): 1994]
20 - É Disso Que Eu Preciso - [Raça Negra (Vol. 06): 1995]
21 - Maravilha - [Raça Negra (Vol. 06): 1995]
22 - Só Não Quero Que Você Vá Embora - [Raça Negra (Vol. 06): 1995]
23 - É Tarde Demais - [Raça Negra (Vol. 06): 1995]
24 - A Vida Inteira - [Raça Negra (Vol. 06): 1995]
25 - Preciso Ter Alguém - [Raça Negra (Vol. 07): 1996]
26 - Não Posso Acreditar - [Raça Negra (Vol. 07): 1996]
27 - Se o Nosso Amor Acabar - [Raça Negra (Vol. 07): 1996]
28 - Outra Onda - [Raça Negra (Vol. 07): 1996]
29 - Sozinho - [Raça Negra (Vol. 07): 1996]
30 - Vem Me Ver - [Raça Negra (Vol. 08): 1997]
31 - Preciso Desse Amor - [Raça Negra (Vol. 08): 1997]
32 - Já Paguei o Preço - [Raça Negra (Vol. 08): 1997]
33 - Quero Teu Prazer - [Raça Negra (Vol. 08): 1997]
34 - Preciso Dar Um Tempo - [Raça Negra (Vol. 09): 1998]
35 - Você Deve Se Lembrar - [Raça Negra (Vol. 09): 1998]
36 - Cheio de Amor - [Raça Negra (Vol. 09): 1998]
37 - Deus Me Livre - [Ao Vivo (Vol. 02): 1999]
38 - Você Não Sabe de Mim - [Vem Pra Ficar: 2000]
39 - Vida Cigana - [Vem Pra Ficar: 2000]
40 - Raiva de Você - [Vem Pra Ficar: 2000]
41 - Perdoa - [Raça Negra (Vol. 11): 2001]
42 - Problema Meu - [Raça Negra (Vol. 11): 2001]
43 - Assim é Nosso Amor - [Raça Negra (Vol. 11): 2001]
44 - Diga Pra Mim - [Raça Negra (Vol. 11): 2001]
45 - Correnteza de Emoção - [Raça Negra (Vol. 11): 2001]
46 - Denguinho - [Raça Negra (Vol. 11): 2001]
47 - Amor Amigo - [Raça Negra (Vol. 11): 2001]
48 - Feche os Olhos - [Samba Jovem Guarda: 2002]
49 - Diana - [Samba Jovem Guarda: 2002]
50 - E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só - [Samba Jovem Guarda: 2002]
51 - O Ritmo Da Chuva - [Samba Jovem Guarda: 2002]
52 - Deixa de Banca - [Samba Jovem Guarda: 2002]
53 - Dou a Vida Por Um Beijo - [A Vida Por Um Beijo: 2003]
54 - Vem Me Amar - [A Vida Por Um Beijo: 2003]
55 - Só Sei Que Vou - [Ao Vivo (Vol. 03): 2005]
56 - Nosso Amor é Perfeito - [Ao Vivo (Vol. 03): 2005]
57 - Perdeu a Validade - [Raça Negra 23: 2006]
58 - A Volta - [Raça Negra Canta Jovem Guarda I: 2007]
59 - Locutor - [25 Anos: 2008]
60 - Me Diga - [Boa Sorte: 2010]

15 de setembro de 2016

CSI ANIMAL

Ao chegar a uma cena de crime, os peritos não se dirigem apenas ao cadáver - observam também insetos presentes. "Eles ajudam a elucidar questões relacionadas à morte violenta, maus-tratos e sequestros", explica a perita Janyra da Costa. A prática ainda não é comum no Brasil, mas já virou regra nos EUA e na Europa. A formiga revela que a vítima sofreu maus-tratos antes da morte - pois sua presença indica más condições de higiene no local. É bastante útil em investigações de sequestro, pois costuma estar presente em lugares confinados ou buracos onde insetos maiores não conseguem circular. As moscas são úteis nos casos em que o corpo já está em estágio avançado de decomposição. Os peritos capturam a mosca no local do crime, e analisam o sistema digestivo dela. A presença de certos elementos, como chumbo ou esperma, indica que a vítima foi baleada ou sofreu violência sexual. Quando a polícia invade um cativeiro, procura por mosquitos que se alimentam de sangue humano e por isso podem conter uma amostra do DNA do sequestrador. Estes também são usados quando há suspeita envolvendo drogas, pois revelam se a vítima consumiu cocaína, heroína ou anfetamina.

Superinteressante [Abril/2011]

RESPIRAÇÃO

A respiração tem conexão direta com a emoção. Fique estressado e sua respiração será superficial e alta. Fique descontraído e respirará pausadamente e pelo abdómen. Para cada estado emocional há um ritmo respiratório particular. Ou seja, se por um lado, as emoções afetam a respiração, por outro, a respiração interfere no emocional. Portanto, as técnicas respiratórias são ferramentas poderosas para transformar o universo emocional e conquistar a evolução pessoal. A respiração adequada pode ajudar atletas a exercer mais com menos esforço e até mesmo a estabilizar a mente. Por outro lado, a maioria dos desportistas utiliza a respiração pelo tórax e não pelo abdómen. Sempre que respirares em corrida, deves encher o abdómen como um balão; esvaziando-o a cada expiração. Isto porque ao respirar apenas com o tórax não garante-se o aporte de oxigénio necessário e adequado aos teus músculos e desperdiçamos energia preciosa que poderiam ser aplicadas no treino. Todavia, podes trabalhar a respiração abdominal em repouso e eventualmente acabarás por transferir esse treino respiratório para a situação de treino intenso. Respirar melhor equivale a mais oxigénio para os músculos o que corresponde a uma resistência acrescida. É importante respirar na antecipação de uma carga ou um impacto isso torna-nos mais difíceis de derrubar.

Fonte: susanavie.com

O PROCESSO

Quando o treinador Shaka Smart foi entrevistado após seu time inesperadamente vencer a Carolina do Norte, o que ele disse? Ele não focou no resultado final. Ou na estratégia. Ele disse que o seu time ganhou porque "seguiu o processo". Mas, afinal, o que é isso? O que é o processo?

Esportes são complexos. Ninguém tem habilidade mental ou motivação suficiente para administrar constantemente todas as variáveis que ocorrem durante a trajetória de uma temporada, imagine durante um jogo. Todo mundo acha que tem - mas, realisticamente, não tem. Há muitas jogadas, muitos jogadores, muitas estatísticas, contra-ataque, imprevisões, distrações. Durante a trajetória de uma longa fase eliminatória, isso se torna uma carga cognitiva impossível de ser levada. Entretanto, Rosen descobriu que uma jogada regular no futebol americano dura apenas sete segundos, como conta Monte Burke em seu livro Saban. Sete segundos - isso é muito administrável. Então ele perguntou: E se um time concentrasse apenas no que ele pode administrar? E se eles fizessem as coisas passo a passo - não focando em nada além do que estivesse bem na frente deles e em fazer isso bem?

Como resultado, Nick Saban não focou no que todos os outros treinadores focam, ou pelo menos da maneira que eles focam. Ele fala: "Não pense em vencer o Campeonado SEC. Não pense sobre o campeonato nacional. Pense sobre o que você precisa fazer nesse treino, nessa jogada, nesse momento. Esse é o processo: Vamos pensar no que podemos fazer hoje, a tarefa desse momento." É essa mensagem que tem sido internalizada por seus jogadores e times - que juntos foram campeões de quatro campeonatos nacionais em um período de oito anos. No caos do esporte, como na vida, o processo proporciona um caminho. Uma forma de transformar algo muito complexo em algo simples. Não que "simples" seja "fácil". Mas é mais fácil. Vamos dizer que você tem que fazer algo difícil. Não foque nisso. Em vez disso, separe em partes. Simplesmente faça o que você tem que fazer nesse momento. E faça bem. E depois vá para a próxima coisa. Siga o processo e não o prêmio. A estrada para campeonatos seguidos, ou para ser um escritor ou um empresário de sucesso é apenas isso, uma estrada. E você viaja pela estrada dando passos. Excelência é uma questão de passos. Obter excelência nisso, então naquilo e no depois disso. O processo de Saban é exclusivamente isso - existir no presente, seguir cada passo em seu tempo, não se distraindo com nada além disso. Nem com o outro time, nem com o placar, nem com a plateia.

O processo é finalizar as coisas. Finalizar os jogos. Finalizar os treinos. Finalizar as sessões de filme. Finalizar os trajetos. Finalizar as repetições. Finalizar as jogadas. Finalizar os blocos. Finalizar as tarefas menores que você tem na sua frente e finalizá-las bem. Seja buscando o auge do sucesso em sua área, ou simplesmente sobrevivendo a uma provação horrível, a mesma abordagem funciona. Não pense sobre o fim - pense em sobreviver. Fazendo o certo de refeição a refeição, reunião a reunião, projeto a projeto, salário a salário, um dia de cada vez. Nós não precisamos entrar em pânico. Até tarefas colossais se tornam apenas uma série de componentes.

Marco Aurélio dizia: "Não deixe sua imaginação ser destruída pela vida como um todo. Não tente imaginar tudo de ruim que poderia acontecer. Se prenda à situação do momento e pergunte “Por que isso é tão insuportável? Por que eu não consigo encarar isso?”

Sete segundos. Se prendendo à situação do momento. Focando no que está imediatamente à sua frente. Sem pressão, sem resistência. Bem relaxado. Sem esforço ou preocupação. Apenas um simples passo após o outro. Este é o poder do processo. Nós podemos canalizar isso também. Não precisamos lutar como frequentemente fazemos quando temos alguma tarefa difícil na nossa frente. Em vez disso, nós podemos respirar, fazer a parte que está imediatamente na nossa frente - e seguir o fluxo até a próxima ação. Tudo em ordem, tudo conectado. Quando se trata de nossas ações, a desordem e a distração são letais. A mente desordenada perde o foco do que está na sua frente - o que importa - e se distrai com pensamentos sobre o futuro. O processo é a ordem, ele mantém nossas percepções sob controle e nossas ações em sincronia. Parece óbvio, mas esquecemos disso nos momentos mais importantes. O processo é muito mais fácil. Primeiro, não entre em pânico, conserve sua energia. Não faça nada estúpido tipo se asfixiar por agir sem pensar. Foque em não deixar isso piorar. Vai demorar um tempo, mas você vai conseguir sair. Estar preso é apenas uma posição, não um destino.

Com que frequência fazemos concessões ou nos acomodamos porque sentimos que a solução real é muito ambiciosa ou fora do nosso alcance? Com que frequência assumimos que a mudança é impossível porque ela é muito grande? Porque ela envolve muitos grupos diferentes? Ou pior, quantas pessoas estão paralizadas por todas suas ideias e inspirações? Elas vão atrás de todas elas e chegam a lugar nenhum, se distraindo e nunca trazendo progresso. Elas são brilhantes, mas raramente conseguem executar algo. Elas raramente vão para onde querem e precisam ir. Quando nos distraímos, quando começamos a nos preocupar com algo além do nosso próprio progresso e esforço, o processo é uma voz útil, às vezes autoritária, em nossa cabeça. É o protesto do sábio líder mais velho que sabe exatamente quem ele é e o que ele tem que fazer. Cale a boca. Volte ao seu posto e tente pensar no que nós mesmos faremos, em vez de se preocupar com o que está acontecendo lá fora. Você sabe qual é o seu trabalho, pare de se queixar e vá trabalhar.

Leve o tempo que precisar, não se apresse. Alguns problemas são mais difíceis que outros. Lide com os que estão bem na sua frente primeiro. Volte para os outros depois. Você chegará lá. O processo é uma questão de fazer as coisas certas agora. Sem se preocupar com o que irá acontecer depois, ou com os resultados, ou com a visão geral.

Ryan Holiday

RISCOS NO BOXE E NO MMA

Hoje, existe quase um consenso entre os especialistas de que as duas modalidades têm níveis de segurança semelhantes. O maior risco dos dois esportes no curto prazo são as concussões cerebrais e os traumas de crânio. Não há um estudo definitivo sobre o tema, mas alguns médicos sugerem que a longo prazo os danos acumulados no boxe podem ser maiores. Desferidos com luvas mais leves, de 112 e 124 gramas, os golpes no MMA provocam ferimentos mais profundos e sangrentos, mas que normalmente logo derrubam um dos lutadores. A luva mais pesada do boxe, de trezentos a seiscentos gramas, permite uma troca de socos bem mais longa, sem que o adversário vá a nocaute. Uma sequência repetida de traumatismos - em um combate que dura, em média, três vezes mais que uma luta de MMA - pode causar ao longo do tempo danos cerebrais irreversíveis. Só para ficar no caso mais famoso, Muhammad Ali convive há anos com o mal de Parkinson. O problema é que, para efeito de comparação, ainda não há um número considerável de ex-lutadores de MMA acima dos sessenta anos para se ter certeza de que eles não terão sequelas semelhantes.

Fellipe Awi (Filho Teu Não Foge à Luta; págs: 302 e 303)

VALOR DE MERCADO DO LUTADOR

A primeira preocupação de um jovem lutador muitas vezes é fazer com que um vídeo com os melhores momentos de suas lutas chegue às mãos de um empresário. "Infelizmente, hoje em dia é difícil um atleta chegar ao Ultimate Fighting apenas porque se destacou. Ele precisa de contatos com alguém que tenha acesso fácil aos donos do evento", afirma Dedé Pederneiras, treinador da equipe carioca Nova União.

"É difícil para o lutador estipular um preço para si mesmo. Então você precisa da ajuda de um manager, que negocia com o dono do evento", diz Rizzo. Grosso modo, o trabalho dos empresários consiste em valorizar tudo que o atleta tem a oferecer. O de Dana White em avaliar quanto o lutador traz de dividendos financeiros e de imagem para o UFC e, assim, definir o seu valor de mercado.

Quando Anderson [Silva] falar o idioma com fluência, seu valor de mercado se multiplicará. Os fãs americanos vão ficar ainda mais fãs, e os patrocinadores vão vender muito mais. Além disso, o brasileiro agradará ao patrão Dana White, que detesta conversar com os lutadores por meio de intérpretes.

Desde 2011, o UFC começou a premiar os atletas que mais usam o Twitter para se relacionar com os fãs. A cada três meses, ganham um bônus de US$5 mil aqueles que acumulam mais seguidores e que postam os tweets mais criativos, de acordo com o julgamento de Dana White.

O boxe continua pagando as maiores bolsas - Pacquiao recebe algo em torno de US$20 milhões para subir no ringue -, mas elas estão cada vez mais restritas a um pequeno grupo de pugilistas. Um iniciante do UFC luta por uma bolsa de US$6 mil, em média. Apenas 5% dos contratados chegam à cada do milhão de dólares por luta.

Fellipe Awi (Filho Teu Não Foge à Luta; págs: 282, 284, 295 e 304)

AS LUTAS DE UM COMBATE

Nos três, quatro meses de preparação para um combate, o atleta do UFC deve se acostumar aos sacrifícios físicos. Cada um deles trabalha num limite diferente de tolerância à dor, mas todos devem encará-las apenas como mais um elemento da disputa, como são o adversário, o árbitro e o público. Muitos dizem que o estado de concentração e excitação durante o combate é tão intenso que não há espaço para sentir dor. "Sabe quando uma pessoa toma um tiro ou é atropelada, mas continua correndo, movida pela adrenalina? É mais ou menos assim que a gente se relaciona com a dor. Só nos damos conta dela horas depois da luta, depois que o corpo relaxa", diz Rizzo. "Não temos medo da dor. Temos medo é de perder." Encarada de outro modo, a dor pode gerar um efeito psicológico nefasto. Entrar no octógono significa aceitá-la. Mesmo que às vezes o combate seja tão rápido que não haja tempo de senti-la, já foi tomada a decisão mais difícil, a de se submeter a ela. "Por isso, todo lutador merece respeito. Tem que ser macho mesmo para entrar naquele octógono", afirma Wanderlei Silva. A vulnerabilidade dos combatentes se revela ao final de cada evento. Antes de começar a tradicional entrevista coletiva pós-luta, Dana White lista as lesões mais graves e se houve necessidade de levar o atleta a um hospital. Na semana seguinte, o departamento médico das comissões atléticas libera uma lista com o tempo em que cada lutador ficará afastado de lutas oficiais até se recuperar totalmente. É bastante comum ver cards do UFC em que todos os participantes apresentam algum tipo de lesão. Mesmo que saia aparentemente intacto do octógono, o atleta é afastado de competições por pelo menos 14 dias por precaução. Ao ser nocauteado, passa obrigatoriamente por um exame de imagem, além da suspensão, que é variável. Quando a derrota é por finalização, ele costuma ficar afastado sessenta dias. "As pessoas ficam preocupadas quando veem a gente apanhando na luta, mas não imaginam que já apanhamos muito mais nos treinamentos durante a semana. Somos preparados para isso", afirma Minotauro.

Para muitos, o maior sofrimento se concentra nos últimos dias antes dos confrontos. Quase todos pesam, no dia a dia, além do limite de sua categoria. Há casos extremos, como o de Gleison Tibau, que normalmente chega à semana anterior da luta com 15 quilos a mais que o permitido entre os pesos leves. Às vezes, sobram até sete, oito quilos para serem eliminados no último dia. É claro que a quase totalidade dessa perda é de água. Para perder sete quilos num dia, Wanderlei já passou quatro horas dentro de uma sauna, vestido com uma roupa especial que aumenta a transpiração. Ele também é adepto da imersão numa banheira cheia de sal para estimular a saída de água do corpo. Em seguida, com o mesmo objetivo, os atletas passam uma pomada que mantém os poros abertos por algumas horas. A desidratação absurda pode causar perda de potássio, cálcio e magnésio, hipotensão, alteração do metabolismo, irritação e sobrecarga dos rins e do coração - o que se agrava quando ocorre com frequência. Depois da pesagem, feita na véspera do combate, eles recuperam boa parte do que perderam à base de infusão de soro e de uma dieta especial, o que torna irreal o limite de peso estipulado pela categoria. A longo prazo, essa prática pode causar envelhecimento das células e desgaste de ligamentos, músculos e articulações. "É por essas coisas que esse é um esporte para poucos", afirma Wanderlei. Talvez por isso, mais que em qualquer esporte olímpico, o MMA suscite um sentimento de cumplicidade entre os atletas. Há, em geral, um respeito mútuo entre aqueles que aceitam entrar numa gaiola para pôr à prova sua força e coragem. Ao mesmo tempo que se consideram "eleitos" para um esporte tão duro, orgulham-se da escolha desse caminho para viver. O que não quer dizer que a relação entre os lutadores do UFC seja, de maneira geral, muito próxima. "Fora os brasileiros que treinam comigo, tenho poucos amigos no UFC. O Rich Franklin [um matemático que perdeu o cinturão justamente para o brasileiro] é um cara que posso considerar um amigo. Mas a relação, em geral, é de muito respeito", diz Anderson Silva.

Os nomes de maior destaque no país dificilmente continuem aqui depois dos 24, 25 anos de idade. Mesmo que não acabem no UFC, eles têm chances de encontrar outro torneio no exterior que lhes permita viver do esporte. Para acompanhá-los, treinadores e equipes de apoio também deixam o país. Só quando se tornam astros internacionais, como no caso de Anderson Silva e Minotauro, eles podem voltar ao Brasil com suas equipes e montar uma estrutura para treinar novamente por aqui. "Quando os atletas estão treinando com os melhores, eles tendem a evoluir com muito mais rapidez. Mas, como os melhores estão indo para os Estados Unidos, o desenvolvimento do atleta no Brasil fica prejudicado. Só resta a ele encontrar uma oportunidade lá fora também", explica o treinador Bebeo Duarte.

Fellipe Awi (Filho Teu Não Foge à Luta; págs: 280, 281, 282, 307 e 308)

EXTREMISMO



John Cleese

12 de setembro de 2016

RED HOT CHILI PEPPERS


01 - Out In L.A. - [Red Hot Chili Peppers: 1984]
02 - If You Want Me To Stay - [Freaky Styley: 1985]
03 - The Brothers Cup - [Freaky Styley: 1985]
04 - Backwoods - [The Uplift Mofo Party Plan: 1987]
05 - Behind The Sun - [The Uplift Mofo Party Plan: 1987]
06 - Subterranean Homesick Blues - [The Uplift Mofo Party Plan: 1987]
07 - Good Time Boys - [Mother's Milk: 1989]
08 - Higher Ground - [Mother's Milk: 1989]
09 - Knock Me Down - [Mother's Milk: 1989]
10 - The Power Of Equality - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
11 - Breaking The Girl - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
12 - Suck My Kiss - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
13 - I Could Have Lied - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
14 - Give It Away - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
15 - Under The Bridge - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
16 - Apache Rose Peacock - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
17 - My Lovely Man - [Blood Sugar Sex Magik: 1991]
18 - Soul To Squeeze - [The Plasma Shaft: 1994]
19 - Aeroplane - [One Hot Minute: 1995]
20 - My Friends - [One Hot Minute: 1995]
21 - Walkabout - [One Hot Minute: 1995]
22 - Tearjerker - [One Hot Minute: 1995]
23 - Around The World - [Californication: 1999]
24 - Parallel Universe - [Californication: 1999]
25 - Scar Tissue - [Californication: 1999]
26 - Otherside - [Californication: 1999]
27 - Californication - [Californication: 1999]
28 - Easily - [Californication: 1999]
29 - Purple Stain - [Californication: 1999]
30 - Right On Time - [Californication: 1999]
31 - Road Trippin' - [Californication: 1999]
32 - By The Way - [By The Way: 2002]
33 - Universally Speaking - [By The Way: 2002]
34 - Dosed - [By The Way: 2002]
35 - Don't Forget Me - [By The Way: 2002]
36 - The Zephyr Song - [By The Way: 2002]
37 - Can't Stop - [By The Way: 2002]
38 - Throw Away Your Television - [By The Way: 2002]
39 - Cabron - [By The Way: 2002]
40 - Tear - [By The Way: 2002]
41 - On Mercury - [By The Way: 2002]
42 - Minor Thing - [By The Way: 2002]
43 - Venice Queen - [By The Way: 2002]
44 - Fortune Faded - [Greatest Hits: 2003]
45 - Save The Population - [Greatest Hits: 2003]
46 - Dani California - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
47 - Snow (Hey Oh) - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
48 - Charlie - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
49 - Stadium Arcadium - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
50 - Hump De Pump - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
51 - She's Only 18 - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
52 - Slow Cheetah - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
53 - Especially In Michigan - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
54 - Wet Sand - [Stadium Arcadium (Jupiter): 2006]
55 - Tell My Baby - [Stadium Arcadium (Mars): 2006]
56 - Readymade - [Stadium Arcadium (Mars): 2006]
57 - Make You Feel Better - [Stadium Arcadium (Mars): 2006]
58 - So Much I - [Stadium Arcadium (Mars): 2006]
59 - Storm In a Teacup - [Stadium Arcadium (Mars): 2006]
60 - Look Around - [I'm With You: 2011]
61 - The Adventures Of Rain Dance Maggie - [I'm With You: 2011]
62 - Did I Let You Know - [I'm With You: 2011]
63 - Happiness Loves Company - [I'm With You: 2011]
64 - Meet Me At The Corner - [I'm With You: 2011]
65 - Magpies On Fire - [I'm Beside You: 2013]
66 - Love Of Your Life - [I'm Beside You: 2013]
67 - Hometown Gypsy - [I'm Beside You: 2013]
68 - How It Ends - [I'm Beside You: 2013]
69 - This Is The Kitt - [I'm Beside You: 2013]
70 - We Turn Red - [The Getaway: 2016]
71 - Sick Love - [The Getaway: 2016]
72 - Go Robot - [The Getaway: 2016]
73 - Feasting On The Flowers - [The Getaway: 2016]
74 - This Ticonderoga - [The Getaway: 2016]

1 de setembro de 2016

PENSAMENTO LIBERAL

O pensamento liberal foi realmente uma resposta de sucesso ao autoritarismo e ao nacionalismo radical do pós-guerra no século passado. É evidente, também, que o pensamento liberal foi uma das forças do mundo ocidental para derrotar o comunismo e por fim à Guerra Fria. As liberdades individuais e a capacidade do indivíduo se auto-governar são ideias deliciosas. O tempo e o contexto mundial pós globalização se incumbiram de esvaziar as esperanças deste pensamento, lamentavelmente. Como diria Isaiah Berlin no primeiro capitulo de "The Crooked Timber of Humanity”: “O discurso liberal…dá a um grupo o espaço necessário para realizar suas próprias idiossincrasias para objetivos únicos e particulares, sem interferência de outros grupos." Duro de engolir para quem aposta na saída liberal. Para os que vendem a ideia da meritocracia apesar da gritante desigualdade do país. O discurso liberal no Brasil, clama por menos presença do Estado num país que já não tem Estado há décadas. Torce para que o Estado se afaste porque é corrupto e ineficaz. Convencidos que estão de que o Estado sempre será corrupto e ineficaz. Pede por liberdade de nos auto-governarmos quando 40% da população não recebem serviços de saneamento básico. Exige a meritocracia quando a esmagadora maioria das nossas crianças não recebe ensino de qualidade nas escolas publicas. Propõe o livre porte de armas não como atestado da liberdade individual, mas como forma de repor a ineficiência da Segurança que o Estado deveria prover. Deseja a menor presença do Estado quando somos medíocres em Saúde e Educação. Quem - no mundo liberal - vai assumir a responsabilidade por nos dar o mínimo que o Estado deveria ter dado? Outro algoz do pensamento liberal foi a globalização. O Brasil perdeu o trem da modernização. Perdeu a guerra pela competitividade no mundo. Quem - no mundo liberal - vai reverter essa situação ao mesmo tempo que vai se dedicar a dar condições de vida à esmagadora população desassistida? É isso que queremos como Nação? Sucesso aos privilegiados que tiveram a sorte de nascer herdeiros ou com a possibilidade de auto-governem? Sucesso apenas para as exceções que foram capazes de escapar da cilada da pobreza? Quem no mundo liberal vai lutar por interesses comuns de toda a população inassistida? É por isso que o pensamento liberal perdeu tração. Não só aqui, no mundo todo. E a direita se desespera. Esse desespero é em última análise, o que permeia o crescimento de nomes como Donald Trump, Marine Le Pen e companhia. O medo de dividir oportunidades. É fácil pedir que o Estado não atrapalhe quando se tem independência pessoal para ser liberal.

Não. Não sou petista. Não sou comunista. Fora Dilma. Adeus PT. Estado competente, justo e honesto, não necessariamente mínimo. A saída não é uma virada radical como é a proposta liberal. Será um dia, quem sabe. Estado mínimo quando o Estado nos der o mínimo.

Mentor Neto


O discurso embasado na meritocracia desresponsabiliza o Estado e joga nos ombros do indivíduo todo o peso de sua omissão e da falta de políticas públicas. A meritocracia naturaliza a pobreza, encara com normalidade a desigualdade social e produz esquecimento – quem defende essa falácia não se recorda que contou com inúmeros auxílios para chegar onde chegou.

Fernanda Orsomarzo

25 de agosto de 2016

SER O MELHOR NA IMPERFEIÇÃO

Por: Diego Cosmo

A vida por si só não tem sentido, não tem porque a liberdade que nos resta ainda é de tal tamanho que nos convida a pintarmos esse quadro existencial, o que nem sempre é fácil de se fazer com coragem. Nos inclinamos para um misticismo que infantiliza. A criança vítima de bala perdida e aquela grana que achamos no chão da rua parece ser o tipo de coisa que tende a sabotar nossa cosmovisão quando nos fazem achar que o simples acaso é, na verdade, obra de algo sobrenatural. Talvez, o sentido da vida se construa naquelas coisas que nos fazem esquecer da própria vida, na medida que vamos nos encaixando no mundo, nos conhecendo e nos encontrando melhor, tudo ao nosso próprio tempo. É complicado, nascemos num mundo já pronto em vários departamentos, apresentam-se, então, a nós vários pacotes que pretendem responder e resolver questões que dizem respeito a ordenação da nossa realidade. O que nem sempre dá certo. Todo mundo é um mundo. Quando não mais encontramos amparo nas perspectivas é que as coisas começam a se degringolar de vez. Quando vemos a promessa da religião falhar ao se resumir a uma liturgia que se volta somente a uma promessa pós-túmulo ignorando uma fé como fonte de coragem existencial, quando a decepção se instala nos nossos relacionamentos, amigos, familiares ou conosco mesmo. A descrença nos presenteia com algo além da frustração, diante do modus operandi esgotado, ela nos pergunta: "E, agora?". Dai, ajuda, o esforço de se pôr numa visão panorâmica da vida. No conflito, crise, o exercício de se abordar outros ângulos da situação pode nos levar a umas divagações que em determinado momento podemos nos flagrar nos questionando algo como: "Será preciso tomar banho depois da morte?". E então, já nem mais fará sentido o mal-estar anterior. Eis a louvável arte de não levar a vida tão a sério.

A verdade é que podemos ter bons e concretos motivos para sermos tanto otimistas quanto pessimistas diante da vida. Verdade seja dita, há toda sorte de maldade e bondade acontecendo arbitrariamente a todo momento/lugar e estamos a mercê de tudo isso porque, simplesmente, estamos no mundo. É... Nossa liberdade é uma só. A começar por não escolhermos nascer, como se não bastasse, não escolhemos de quem seremos filho, em que meio cultural cresceremos, local etc. O que por si só já preestabelece uma série de variáveis. Enfim. Bobagens à parte. As vezes somos vítima de nossos próprios erros ou do acaso mesmo e são nessas horas que teremos a oportunidade, não de se evitar completamente o mal, mas de sermos os melhores imperfeitos em frente a esse caráter contingencial da vida. Nunca teremos um controle total da realidade à nossa volta mas podemos fazer muito dentro do que está ao nosso alcance. A ansiedade na expectativa nasce de nossa incapacidade de controlar o futuro e se a ansiedade não colabora, é um tosco contra-senso nos preocuparmos com algo para além do presente num estado de espírito que só faz atrapalhar. Desnecessário. Um bom remédio para a frustração é simples, é sermos o melhor que podemos ser, se mesmo assim não conseguirmos obter determinado fim, não há muito com o que se frustrar, diante dessa realidade momentânea há uma prova lógica de que nunca conseguiríamos chegar ao desejado naquela ocasião específica, só haverá dúvidas caso não dermos o melhor de nós mesmo, aí sim, haveria espaço para se questionar: "E SE eu tivesse me esforçado mais?". Como quase tudo, não há certezas, há possibilidades e quanto a possibilidade, do presente pra frente, podemos influenciar. Por fim, desse ponto de vista, o martírio não faz tanto sentido, a não ser que fosse possível alterar o passado, então, como tal impossibilidade se faz, no máximo, podemos ressignificá-lo no presente transformando-o numa nova forma de ver e encarar as coisas. Do contrário, seria necessário um otimismo metafísico digno de arrancar um sorriso do Schopenhauer. Tudo conta. Uma série de incontáveis fatores corroboram para um determinado fim, se todas as variáveis e possíveis escolhas te fizeram amargar, imaginar outra realidade presente é o mesmo que desejar uma outra vida, seria o mesmo que ignorar todos os acontecimentos que levaram tua vida àquele ponto, tanto tuas ações como as do externo que influíram nas tuas, inclusive, poderia resultar numa realidade bem pior ou mesmo melhor que a sua agora (entender isso faz parte do esforço de aceitar seu tempo no mundo). Nunca vai dar pra saber, cada vida é e se dá de forma única. Além da morte, problemas em geral é a outra certeza que podemos ter em vida, se antes era uma machadada pelas costas, hoje temos uma epidemia de depressão e câncer, o mundo muda e com isso surgem novos problemas, além de benefícios também, claro. Não sou contra o luto ou anti-dor, longe disso, é natural e importante que elas existam e sejam expressadas e devidamente vividas, o verdadeiro problema ainda não está aí mas naquela velha dicotomia, pessimismo ou otimismo, nisso reside uma alternativa que podemos tocar. Temos a capacidade de ampliarmos a nossa realidade. As coisas não são, necessariamente, aquilo em sua objetividade, o que vale é como a enxergamos, o mundo se resume ao que ele nos parece ser. Ou seja, a imaginação cria a realidade. Basta vermos as lágrimas ao assistirmos um filme, o filme é só um filme, já as lágrimas são reais.

Mas já que estamos aqui e conscientes, o que importa é o daqui pra frente. Afinal, temos só uma vida, uma chance. No final, é bom que o saldo seja positivo. Mais importante que qualquer outra realização, seja profissional ou de consumo, é o que você faz de si mesmo como homem ou mulher, que vivências carregará, que frutos as prioridades que escolheu no correr da vida darão, ao esvair das faculdades isso é o que vai lhe restar no fim da vida. Suas memórias. Vale lembrar que seu mundo pode mesmo ter uma duração curta mas esse mesmo mundo pode dar muitas voltas, mais do que imagina nossa vã filosofia... Até ao ponto de percebermos mais gêmeos a cada esquina. Beba com moderação. Antes do tal sucesso que o status quo prega, fazer a vida valer a pena é o que importa. Bom... Mas viver como se fosse o último dia não dá certo, até soa legal embora seja uma possibilidade porém é muito improvável e contar os dias assim me parece ser exacerbadamente inconsequente mas o princípio é válido. Um equilíbrio disso com algum senso de durabilidade talvez possa fazer os seus dias valerem a pena todo dia. O que já é muita coisa, não?

23 de agosto de 2016

BUSH


01 - Everything Zen - [Sixteen Stone: 1994]
02 - Little Things - [Sixteen Stone: 1994]
03 - Comedown - [Sixteen Stone: 1994]
04 - Body - [Sixteen Stone: 1994]
05 - Machinehead - [Sixteen Stone: 1994]
06 - Testosterone - [Sixteen Stone: 1994]
07 - Glycerine - [Sixteen Stone: 1994]
08 - X-Girlfriend - [Sixteen Stone: 1994]
09 - Greedy Fly - [Razorblade Suitcase: 1996]
10 - Swallowed - [Razorblade Suitcase: 1996]
11 - Synapse - [Razorblade Suitcase: 1996]
12 - Broken TV - [Razorblade Suitcase: 1996]
13 - The Chemicals Between Us - [The Science Of Things: 1999]
14 - Spacetravel - [The Science Of Things: 1999]
15 - Prizefigher - [The Science Of Things: 1999]
16 - Altered States - [The Science Of Things: 1999]
17 - Letting The Cables Sleep - [The Science Of Things: 1999]
18 - Solutions - [Golden State: 2001]
19 - The People That We Love - [Golden State: 2001]
20 - Superman - [Golden State: 2001]
21 - Hurricane - [Golden State: 2001]
22 - Float - [Golden State: 2001]
23 - All My Life - [The Sea Of Memories: 2011]
24 - The Afterlife - [The Sea Of Memories: 2011]
25 - Baby Come Home - [The Sea Of Memories: 2011]
26 - Red Light - [The Sea Of Memories: 2011]
27 - Man On The Run - [Man On The Run: 2014]
28 - Loneliness Is A Killer - [Man On The Run: 2014]
29 - Let Yourself Go - [Man On The Run: 2014]
30 - Speeding Through The Bright Lights - [Man On The Run: 2014]

CALOR



Eu queria fechar meus olhos e esquecer de tudo
Mas há um vento frio vindo do alto
Do topo mais alto já visto hoje
Não é uma brisa porque sopra forte
Sim e quer que eu esqueça.
A humanidade que conheço
Viu o calor ir embora.

Não deixe o mundo te desanimar.
Nem todos aqui são tão frios.
Lembre-se do porquê que está aqui e enquanto estiver vivo
Experimente o calor antes que você envelheça.

Você acha que eu deveria me juntar
Àquela fronteira nova
E deixar um rastro de medo por onde passo?
Eu deveria levantar a cabeça bem alto
E lançar raios e falar sobre
Deixando o ar atrás de mim limpo?

Incubus (The Warmth)

INCUBUS


01 - Speak Free - [Fungus Amongus: 1995]
02 - Sink Beneath The Line - [Fungus Amongus: 1995]
03 - Redefine - [S.C.I.E.N.C.E.: 1997]
04 - New Skin - [S.C.I.E.N.C.E.: 1997]
05 - Idiot Box - [S.C.I.E.N.C.E.: 1997]
06 - Glass - [S.C.I.E.N.C.E.: 1997]
07 - Favorite Things - [S.C.I.E.N.C.E.: 1997]
08 - Summer Romance (Anti-Gravity Love Song) - [S.C.I.E.N.C.E.: 1997]
09 - Deep Inside - [S.C.I.E.N.C.E.: 1997]
10 - Nowhere Fast - [Make Yourself: 1999]
11 - Consequence - [Make Yourself: 1999]
12 - The Warmth - [Make Yourself: 1999]
13 - When It Comes - [Make Yourself: 1999]
14 - Make Yourself - [Make Yourself: 1999]
15 - Drive - [Make Yourself: 1999]
16 - Pardon Me - [Make Yourself: 1999]
17 - Nice To Know You - [Morning View: 2001]
18 - Circles - [Morning View: 2001]
19 - Wish You Were Here - [Morning View: 2001]
20 - Are You In? - [Morning View: 2001]
21 - Talk Show On Mute - [A Crow Left Of The Murder...: 2004]
22 - Beware! Criminal - [A Crow Left Of The Murder...: 2004]
23 - Made For TV Movie - [A Crow Left Of The Murder...: 2004]
24 - Anna Molly - [Light Grenades: 2006]
25 - Light Grenades - [Light Grenades: 2006]
26 - Paper Shoes - [Light Grenades: 2006]
27 - Look Alive - [Light Grenades: 2006]
28 - Anything - [Monuments And Melodies: 2009]
29 - Martini - [Monuments And Melodies: 2009]
30 - Let's Go Crazy - [Monuments And Melodies: 2009]
31 - Promises, Promises - [If Not Now, When?: 2011]
32 - Isadore - [If Not Now, When?: 2011]
33 - Version - [The Essential Incubus: 2012]
34 - Crowded Elevator - [The Essential Incubus: 2012]
35 - Make a Move - [The Essential Incubus: 2012]