9 de setembro de 2015

PLANO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DO GRUPO ABC (2014)

Nizan e seus sócios estruturaram em 2014 um novo projeto de internacionalização. Decidiram não começar pelos Estados Unidos, mas sim botar o pé definitivamente na América Latina. "Teríamos duas maneiras de crescer. A primeira seria sair com nossa marca para expandi-la nos Estados Unidos e na Europa, o que daria um caráter de start-up para um grupo de dez anos de vida, ou seja, bem mais complicado, porque teríamos que entender a cultura do país", explica Valente. A outra seria fazer uma série de aquisições na América Latina, com quem o ABC tem muito mais afinidades e conhecimento de mercado. Descartada a Argentina por conta da crise pela qual passam as empresas de mídia, como o Clarín, e decidiu-se focar, já a partir de 2014, em três países: México, Chile e Colômbia.


João Wady Cury (Enquanto Eles Choram, Eu Vendo Lenços; pág: 43)

Nenhum comentário: