14 de agosto de 2015

GATILHOS EMOCIONAIS

Algumas pessoas sentem medo de altura, outras, não; algumas pessoas choraram a morte da princesa Diana como se ela fosse um parente próximo, enquanto outras não se importaram. No entanto, há alguns gatilhos que geram a mesma emoção em todos. Acidentes de carro eminentes, por exemplo, invariavelmente desencadeiam um instante de medo. Como isso acontece? Como cada um de nós adquire o próprio conjunto de gatilhos emocionais e, ao mesmo tempo, apresenta a mesma reação emocional das outras pessoas em relação a outros gatilhos? Quase todos sentem medo se a cadeira em que estão sentados quebra repentinamente, mas algumas pessoas sentem medo de avião, outras, não. Compartilhamos alguns gatilhos da mesma forma que compartilhamos as expressões para cada emoção. No entanto, há gatilhos que não são específicos à cultura, mas ao indivíduo. Como adquirimos gatilhos emocionais indesejados? Podemos mudar o que ativa nossas emoções?


Paul Ekman (A Linguagem das Emoções: pág; 35)

Nenhum comentário: