21 de agosto de 2015

4P (PRODUTO, PREÇO, PRAÇA E PROMOÇÃO)

Quem elaborou este princípio dos 4Ps foi um sujeito chamado Jerome McCarthy.


PRODUTO:
O produto é uma promessa de um benefício, objetivo ou subjetivo. É aquilo que efetivamente você e eu compramos todo santo dia: através de uma roupa de griffe, compramos status, por meio de uma caderneta de poupança, compramos renda, do ponto de vista de uns, ou tranquilidade, do ponto de vista de outros. Teóricos do marketing chamam a isso núcleo do produto, ou seja, o que o produto realmente oferece além dos seus atributos sensíveis.

PREÇO:
O preço de um produto é estudado pelos marqueteiros não apenas como resultado da composição de custos + lucro. É também análise de concorrência e, fundamentalmente, disponibilidade do público-alvo em gastar determinada quantia na aquisição daquele benefício. E isto varia em função do perfil do Sr. Target.

[e] Ao consumir um produto, você paga pela propaganda que você viu e o estimulou a comprá-lo.

PRAÇA:
Tecnicamente, conhecido como distribuição. O fato é que ele deve estar facilmente ao seu alcance. Uma deficiência na distribuição, pequena que seja, e lá se vão por água abaixo todos os seus esforços de vendas e marketing.

PROMOÇÃO:
O produto existe, atende às suas necessidades, o preço é ótimo e ele está disponível no supermercado a uma quadra da sua casa, ou através de um simples telefonema ao serviço de telemarketing do seu cartão de crédito. Só que ninguém o informou de todas estas maravilhas. Bem, deve ser porque eles não sabem que você existe, como se comporta, quanto gasta em média mensalmente, qual o jornal ou revista que lê, a TV que assiste, onde mora, se tem mulher e filhos, sua idade, sua profissão, religião ou time de futebol do seu coração.


Zeca Martins (Propaganda é Isso ai!; págs: 12, 13 e 14)

Nenhum comentário: