18 de julho de 2015

A MATÉRIA-PRIMA PARA A CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA

Sabe-se que o profissional de criação retira do universo sociocultural em que vive o subsídio para alicerçar sua idéia criativa. No caso específico da redação publicitária, tudo que está contido no repertório linguístico da sociedade pode e deve servir como ponto de partida para a solução de seu problema: clichês, lugares-comuns, formas fixas, expressões idiomáticas, gírias, alusões bíblicas, palavras-chaves, frases célebres, ditados populares, trocadilhos onomásticos, portmanteau words, nomes de canções, de livros, de filmes clássicos ou contemporâneos, enfim, tudo que é possível se produzir tomando a palavra como matéria-prima para elaboração de uma proposição, o exórdio de seu discurso, na terminologia de Aristóteles.


João Anzanello Carrascoza (Redação Publicitária: estudos sobre a retórica do consumo; págs: 100 e 101)

Nenhum comentário: