18 de julho de 2015

A CRIAÇÃO DE INIMIGOS

Uma das técnicas de persuasão mais comuns, conforme Brown, é que haja no discurso um inimigo a quem se combater. A criação de inimigos é um dos elementos argumentativos mais utilizados pelo discurso religioso e, igualmente, pela publicidade, o que nos mostra mais uma semelhança entre ambos. Assim, como o Diabo se opõe a Deus, há sempre um adversário explicito ou oculto que a publicidade deve atacar (a sujeira, os ácaros, a falta de tempo etc).

Nos discursos analisados, temos como inimigos o azar, se bem que de forma velada, no caso da corrente, e a deselegância, a atitude fora de moda, no caso do anúncio do automóvel.


João Anzanello Carrascoza (Redação Publicitária: estudos sobre a retórica do consumo; pág: 46)

Nenhum comentário: