19 de junho de 2015

EM MEMÓRIAS DO MUT


Aparentemente, ele tinha ficado tão apegado ao dono que definhou durante sua ausência, recusando-se a comer e morreu. Ele foi enterrado no terreno do estúdio, sob um pequeno memorial composto de refugos arranjados artisticamente, com o epitáfio: "Mut, falecido em 29 de abril - de coração partido". Seu único papel em um filme garantiu-lhe sua pequena dose de imortalidade.


David Robinson (Chaplin - uma biografia definitiva; pág: 239)







Nenhum comentário: