22 de junho de 2015

CHAPLIN E SEUS FILMES


Chaplin - cujo arquivo do FBI tem mais de 1900 páginas - exerce uma fascinação patente sobre Hoover [J. Edar Hoover]. Na raiz disso, sem dúvida, estava o fato de que os filmes de Chaplin eram sobre os mendigos, os desempregados e os pobres - os marginalizados da sociedade. Para Hoover, isso queria dizer perigo, em uma época na qual a América capitalista era assombrada pelo espectro latente da agitação trabalhista, resultado da redução de salários, aumento de preços e do desemprego crescente.

David Robinson (Chaplin - uma biografia definitiva; pág: 304)

Nenhum comentário: