23 de junho de 2015

ANTI-HUMANOS

Numa crise de assassinatos as forças anti-humanas e reacionárias tendem a solidificar os seus preconceitos e a usar todas as rupturas como um meio de fazer a Liberdade natural saltar fora do último e maldito banco de bar.


Charles Bukowski (Notas de um Velho Safado; pág: 61)

Nenhum comentário: