7 de maio de 2015

HARVARD, A MÃE DOS RATOS

A clonagem genética entrou em um novo estágio quando, em 1988, Harvard patenteou um rato produzido pela engenharia genética, tirando, assim, os direitos autorais de vida das mãos de Deus e da Natureza. Nos sete anos seguintes, mais sete ratos também foram patenteados como formas de vida recém-criadas e identificadas como propriedade de seus engenheiros.


Manuel Castells (A Era da Informação: A Sociedade em Rede, pág: 93)

Nenhum comentário: