30 de abril de 2015

SOBRE AS CONFISSÕES

Suponho, não estariam dispostos a confessar a verdade: terem dado prova de que fingem saber, mas nada sabem. Como são desejosos de honrarias, persistentes, e numerosos, persuasivos no que dizem de mim por se confirmarem uns aos outros, não é de hoje que eles têm enchido vossos ouvidos de calúnias exacerbadas.

Sócrates (Pág: 48)

Nenhum comentário: