19 de fevereiro de 2015

TABUÍSMOS!

O psicólogo Don Mackay fez o experimento, e observou que as pessoas realmente ficam mais lentas devido a um desconcerto involuntário assim que seus olhos batem em cada palavra. O resultado é que um falante ou escritor pode usar um tabuísmo para evocar uma resposta emocional no público bem contra a vontade dele.

Algumas empresas exploraram esse efeito dando a seus produtos nomes semelhantes a tabuísmos para chamar a atenção das pessoas, como a rede de restaurantes chamada Fuddruckers, a marca de roupas FCUK (French Connection UK) e o filme chamado Meet the Fockers (Entrando numa fria maior ainda)


Steven Pinker (Do que é Feito o Pensamento, pág: 380)

Nenhum comentário: