12 de fevereiro de 2015

OS MÉRITOS DA TEORIA DA SEMÂNTICA CONCEITUAL A PARTIR DE TRÊS ALTERNATIVAS

A primeira é o Nativismo Extremo de Fodor (na ciência cognitiva, o termo "nativismo" refere-se à ênfase à organização mental inata; não tem nada a ver com o termo político para a xenofobia antiimigração). A segunda é Pragmática Radical, a idéia de que a mente não contém representações fixas dos significados das palavras. As palavras são fluidas, e pode-se querer dizer coisas bem diferentes em circunstâncias diferentes. Damos a elas somente um significado transitório, no contexto da conversa ou do texto atuais. E o que buscamos na memória não é um léxico de definições, mas uma rede de associações entre palavras e o tipo de acontecimentos e de atores que elas costumam evocar. A terceira alternativa radical, o Determinismo Linguístico, subverte a visão de linguagem e pensamento que eu vinha pressupondo. Em vez de a língua ser uma janela para o pensamento humano, que se sustenta num formato mais rico e abstrato, nossa língua nativa é a língua do pensamento e, portanto, determina o tipo de pensamento que podemos pensar.


Steven Pinker (Do que é Feito o Pensamento, pág: 113 e 114)

Nenhum comentário: