19 de fevereiro de 2015

ESTILO MACHÃO E MANEIRO DE SER

Como os tabuísmos evocam detalhes carnais na cabeça dos ouvintes e leitores, eles costumam ser usados na pornografia e na receita de excitação de muitos adultos que, no sexo consentido, pedem para o parceiro "falar sacanagem". Os palavrões são a linguagem escolhida em muitos círculos dominados por homens da classe trabalhadora. Um dos motivos é que o palavrão, que obriga o ouvinte a pensar em coisas desagradáveis, é levemente agressivo, portanto combina com outros apetrechos que os homens exibem em ambientes turbulentos para mostrar que são capazes de infligir e de suportar a dor (coturnos, tachas de metal, músculos à mostra, e assim por diante). Outro motivo é que a disposição evidente de romper tabus transmite uma atmosfera de informalidade, de liberdade de não ter de se preocupar com o que diz. É claro que nas décadas mais recentes o palavrão se expandiu para as mulheres e para a classe média. A moda faz parte de uma tendência mais ampla no século XX na direção da informalidade, da igualdade e da disseminação do estilo machão de ser e do estilo "maneiro".


Steven Pinker (Do que é Feito o Pensamento, págs: 400 e 401)

Nenhum comentário: