13 de novembro de 2013

A PERFEITA IMPERFEIÇÃO

Por: Diego Cosmo

Sabe-se que a perfeição é um conceito relativo, algo poderia ser perfeito pra mim e não pra você. Sendo assim, se o mundo fosse perfeito pra mim seria imperfeito pra outro, o que resultaria numa das piores mortes, a da diversidade. Já que não haveria chance de divergência do que eu não quisesse que fugisse do que eu acreditasse ser preciso para a construção de meu mundo perfeito. Todo progresso tanto tecnológico quanto intelectual seriam de uma mediocridade sem tamanho, ou melhor, do tamanho somente do meu mundo... As coisas aconteceriam para justificar o que é perfeito segundo as minhas expectativas. Minha gama de interatividade seria infinitamente reduzida, a capacidade de síntese empobrecida, não haveria surpresas e nem novidades, não teria a possibilidade de aprender o que só se aprende com as frustrações e os riscos, nem se quer haveria a possibilidade de riscos, se eu não quisesse.. Portanto, no principio, fomos salvos da perfeição sem nem mesmo sabermos que a perfeição consiste em toda essa imperfeição.

Nenhum comentário: