25 de janeiro de 2013

O SOL SE PÕE...

 
Quando, ao sol que se põe,
os rios ficam rosados,
e um leve tremor percorre
os campos de trigo,
parece das coisas surgir uma súplica de felicidade
que sobe até o coração pertubado.
Uma súplica de beber o encanto de se estar no mundo
enquanto se é jovem e a noite é bela.
Pois nós nos vamos,
como se vai esta onda:
Ela, para o mar,
nós, para a sepultura...


Paul Bouget

Nenhum comentário: