10 de fevereiro de 2012

DE TÃO TENSO É INTENSO

Por: Diego Cosmo

Amor é brigar, desamor é o tanto faz, amor é o desejo puro de andar de mãos dadas, desamor é a frieza da falta de ciúmes, amor é aquela felicidade na falta do que fazer a dois, desamor é o beijo sem ênfase, amor é tenso, de tão tenso é intenso, é viver anos em um dia só, desamor é não contemplar a grandeza do sorriso, amor é o entrelaçamento com a eternidade, desamor é desaprender a reescrever, amor é aceitar a imperfeição como inerente a perfeição, desamor é ser vencido pelo engessamento, amor é ficar corajoso sem entender, é não ver monotonia no que é cotidiano, desamor é "ter aquela velha opinião formada sobre tudo", é não respeitar a insustentável fluidez da vida.

Amor é, apesar das incertezas, tentar tudo de novo com paixão, desamor é quando a discussão caótica se transforma em malas, amar é um tiro no escuro, é se casar sem perceber, na verdade já nos flagramos casados antes mesmo de trocarmos as alianças!

Nenhum comentário: