24 de fevereiro de 2012

COLHER O DIA E A NOITE

Colham botões de rosas enquanto podem,
O velho Tempo continua voando:
E essa mesma flor que hoje lhes sorri,
Amanhã estará expirando.

O glorioso sol, lume do céu,
Quanto mais alto eleva-se a brilhar,
Mais cedo encerrará sua jornada,
E mais perto estará de se apagar.

Melhor idade não há que a primeira,
Quando a juventude e o sangue pulsam quentes;
Mas quando passa, piores são os tempos,
Que se sucedem e se arrastam inclementes.

Por isso, sem recato, usem o tempo,
E enquanto podem, vivam a festejar,
Pois depois de haver perdido os áureos anos,
Terão o tempo inteiro para repousar.


Robert Herrick


"Venham, amigos. Não é tarde demais para procurar um novo mundo, pois eu existo para velejar além do pôr-do-sol. E apesar de hoje não termos a força que nos velhos tempos mexia com a terra e os céus, o que somos, somos. Um temperamento de corações heróicos, enfraquecido pelo tempo e o destino, mas com grande força de vontade. Para perseverar, persistir, encontrar e não hesitar." - Alfred Lord Tennyson


"Fui à floresta porque queria viver de verdade. Eu queria viver profundamente e tirar toda a essência da vida. Fazer apodrecer tudo que não era vida, e não, quando eu morrer, descobrir que não vivi." - Henry David Thoreau

Nenhum comentário: