31 de julho de 2011

ANTES DA REVOLUÇÃO (PARTE 4/5 - ZION)

Osíris Descobre Um Exército de Máquinas
O hovercraft Osíris chega à superfície da Terra e descobre um exército enorme posicionado sobre Zion.

O Vôo Final
Thadeus, capitão do Osíris, ordena que seus tripulantes lutem contra os sentinelas para que Jue tenha tempo suficiente para alcançar o ponto de entrega na Matrix.

Agente Smith

Smith entra na reunião dos líderes rebeldes para mandar uma mensagem para Neo. Agora ele é um programa independente, desconectado do sistema da Máquina.


Nabucodonosor Retorna a Zion
Neo e a tripulação do Nabucodonosor retornam para recarregar a nave.

Assembléia no Templo de Zion
Morpheus faz um discurso sobre os rumores que circulam em Zion. Confiando na profecia, ele passa esperança para as pessoas.

Smith Infecta Bane

Smith infecta Bane e entra no mundo rebelde em busca de Neo.

Segundo Encontro com O Oráculo
Neo confirma que o Oráculo é um programa da Máquina. O Oráculo confirma que o caminho do "Escolhido" termina na fonte. Ela encaminha Neo para o Merovingian para encontrar o Chaveiro.

O Merovingian
O Merovingian explica para Neo que a relação de causa e efeito é a única verdade real e se nega a entregar o Chaveiro.

Causa e Efeito de Persephone
Em troca de um beijo, Persephone leva Neo até o Chaveiro.

O Plano do Chaveiro

O Chaveiro estipula o plano para chegar na fonte.

Continua...


Matrix

23 de julho de 2011

PRÓLOGO

Por: Diego Cosmo

Luzes ao final do túnel da terra são o que todos procuram ver além na vida, em determinada altura, há um convite da consciência para construírem um futuro mais significativo, nesses sempre há um motivo que os impulsionam de vez por esse caminho, para esse sonho, essa empreitada no qual a esperança se sustenta. Por aí só se aventuram os que têm coragem de assumir sua verdade, o que encontraram de si no universo e de encarar a realidade da forma que é, imprevisível, crua, lamentável para alguns, agonizante para outros. Em contrapartida aprende-se a vê-la pelo lado invisível, o lado manso, saboroso e amoroso. Quando aprendemos a educar nossos sentidos, descartando a lógica de que a carne deve ser reprimida, o que acaba por levar as pessoas a pensarem muito na vida além da terra, cegando-as para questões terrena que é aonde, de fato, pisamos. Nos educando para a vida, passamos a sentir o fluir das coisas em uma dimensão mais profunda. A trilha que nos faz sermos pessoas bem sucedidas ou, em outras palavras, pessoas mais humanas é um caminho sem volta, basta a primeira doce de desilusão para a curiosidade se tornar uma bola de neve, você se sente um iniciante num mundo em que na verdade sempre esteve presente. Parece paradoxo mas podemos nascer novamente ou vocês acham que viver é só estar presente no mundo?

Nas ruas sempre me deparava com quadros que me deixavam com a pesada sensação de que tinha algo errado com os olhos de todo mundo. Acabei me metendo, a princípio sem saber no que poderia dar, num caminho que vai contra toda uma lógica, precisamente, de um conceito religioso que fazia até das mais miseráveis condições humanas algo com sentido, felizmente ou infelizmente o pacote de valores que a igreja me ofereceu estava com o prazo de validade vencido. Para os que querem ter um mundo bonitinho e sob controle, não há como assumirem que nem tudo tem sentido, creio que inevitavelmente vocês se voltarão para questões que realmente importam ao assim fazerem, questões que tem ligação com a vida. Viver em gaiolas é seguro mas contradiz nossa essência de voarmos em pensamentos, viver absurdamente "seguro" assim é nos rebelar contra nossa natureza. Viver engaiolado deve ser confortável e por isso dá sono. Não é preciso formalidades para mudanças, a mudança pode ser agora. O depois é um futuro muito distante.

Quando acontece esse choque revolucionário contra o paradigma que sempre se esteve envolvido simplesmente as coisas mudam, a imago dei - imagem de Deus, se revela ainda viva. Mas o mundo do jeito que se encontra, não é fácil agir da forma como basicamente nascemos para ser - patrocinadores dos valores de caráter amoroso. O sistema nunca exigirá humanidade de ninguém.

Renascendo ou nos reinventando sempre seremos andarilhos de primeira viagem, portanto também cuidemos de ser como os que realmente viajam pela primeira vez. Daquele tipo que apesar dos problemas em casa com a família ou dos acontecimentos desagradáveis que surgem quando menos esperamos, consegue chegar ainda a ficar com dor no pescoço de tanto se deleitar na paisagem a sua volta, pois de fato o horizonte é magnífico. E esse horizonte utópico que mesmo nós não o vendo em sua totalidade vale a pena vê-lo, acreditar nele é o suficiente para nos fazer viver em plenitude divina.

20 de julho de 2011

A VIDA SOBRE AS ALMAS

O movimento evangélico ainda considera uma antropologia grega, que separa corpo, alma, espírito. Essa tricotomia (em alguns círculos, dicotomia) é estranha à cultura semita e ao ensino de Jesus. Alma, na tradição judaica, é vida. Quando o Novo Testamento ensina sobre a salvação de almas, a leitura deve remeter à vida e não ao elemento etéreo, incorpóreo da humanidade que os gregos acreditavam puro. Imaginava-se que a alma estava aprisionada ao corpo. E que na morte a alma sobrevivia em alguma esfera do mundo dos espíritos. E que o corpo se desfazia na terra. Esse pressuposto, de origem neoplatônica, migrou para o cristianismo. Aceitando-se que há uma alma, os esforços missionários, as iniciativas diaconais, tudo se revolverá em salvá-la. Contudo, ao ler-se que a alma é a vida, o ser humano em sua integralidade será o alvo prioritário da igreja.

O movimento evangélico deve despistar a teologia pessimista da queda. O pecado de Adão tornou-se não só a explicação para o mal que se alastrou, como para o sofrimento universal. Entretanto é preciso reafirmar que a humanidade, independentemente da cor da pele, estética física ou cultura, sempre carregou a imago dei - imagem de Deus. Mesmo maculados pelo pecado, mulheres e homens são capazes de ações dignas. É possível resgatar a esperança, a imago dei nunca se perdeu. Ainda há ONGs lutando pela preservação dos santuários ecológicos; médicos e dentistas enfronhados em favelas e campos de refugiados de guerra; missionários cuidando da saúde de índios. Os poetas ainda falam em versos e prosa sobre a beleza da vida e os seresteiros ainda dedilham suas violas, celebrando o amor. Cientistas lutam para encontrar terapias contra o câncer, vacinas contra o vírus HIV; terapeutas ainda se dedicam aos doentes mentais; ainda existem voluntários cuidando de crianças em orfanatos, pais adotando filhos abandonados, mulheres visitando indigentes em hospitais públicos. Com esses, a igreja deve cooperar porque todos os que se empenham pela vida estão ao lado de Deus. Eles são construtores do futuro.


Ricardo Gondim

16 de julho de 2011

ANTES DA REVOLUÇÃO (PARTE 3/5 - O ESCOLHIDO)

O Oráculo

Neo é apresentado ao Oráculo, que confirma a suspeita de Neo que ele não é o Escolhido.


A Traição de Cypher

Cypher trai Morpheus  em troca da sua reintegração na Matrix. Morpheus se sacrifica para salvar Neo e é capturado pelo Agente Smith, que tenta obter as senhas para o mainframe do computador de Zion.


Agente Smith vs. Neo

Neo enfrenta e derrota o Agente Smith, mas descobre que seu adversário entrou em outro corpo da Matrix.


Neo Morre na Matrix
Neo é morto pelo agente Smith.

A Derrota do Agente Smith
Com a ajuda de Trinity, Neo é ressuscitado. Agora ele pode ver os códigos por trás da Matrix. Neo destrói o Agente Smith.

Uma Instância de Auto-Substanciação
O Garoto, acreditando em Neo, se deixa cair para a "morte", mas acorda no mundo real.

O Garoto se Junta a Zion
Após acordar, o Garoto se torna um cidadão de Zion.

Continua...


Matrix

12 de julho de 2011

ANTES DA REVOLUÇÃO (PARTE 2/5 - MATRIX)

A matrix

As Máquinas constroem a Matrix, um mundo dos sonhos gerado por computador para manter os humanos sob controle enquanto eles fornecem energia infinita para seus novos mestres.

Acorde, Neo
Os rebeldes fazem contato com o indivíduo que eles acreditam ser "o Escolhido" para acabar com a guerra contra as Máquinas e libertar a humanidade. Seu nome é Neo.

Trinity
Trinity observa Neo de perto, familiarizando-se com sua vida e sua busca por respostas.

O encontro
Neo conhece Trinity e descobre a resposta para a pergunta que o atormenta - "O que é a Matrix?" - "ela está aí, ela está a sua procura, ela te encontrará, se você desejar".

Capturado
Os Agentes, programas sencientes que mantém a defesa e a preservação da Matrix, capturam Neo e exigem sua cooperação na busca por Morpheus.

Vermelha ou Azul?

No segundo encontro, Trinity apresenta Neo a Morpheus, que faz a pergunta que irá alterar a sua vida: "Vermelha ou Azul?"

Libertação  e Recuperação
Neo escolhe a pílula Vermelha, iniciando um programa que é capaz de localizá-lo no mundo real. Ele é desconectado da Matrix.

Regeneração de Músculos Atrofiados

Por ter passado toda sua vida em um casulo cheio de gel, os músculos de Neo estão atrofiados e precisam ser fortalecidos através de estímulos elétricos.

O deserto do Real

Morpheus começa a ensinar Neo sobre a Matrix e o Mundo Real.

Continua...


Matrix

8 de julho de 2011

ANTES DA REVOLUÇÃO (PARTE 1/5 - NASCIMENTO)

No início
No início havia o homem. As simples sociedades humanas logo se tornam vitimas da vaidade e corrupção. Então o homem cria a máquina. Assim o homem se torna o arquiteto de sua própria destruição.

O julgamento de B166ER

B166ER, uma máquina com inteligência artificial, é o primeiro da espécie a se rebelar contra seus amos. No seu julgamento por assassinato, B166ER depõe dizendo simplesmente que não quer morrer. Os líderes humanos logo ordenam o extermínio de B166ER junto com todos os do seu tipo.

Revoltas e Revolução

O julgamento de B166ER é o catalisador que inicia os debates globais sobre os direitos das Máquinas, e o mandato do governo para extermínio gera violência ao redor do mundo.

01
Banidas da humanidade, as Máquinas se refugiam numa terra prometida. Nasce uma nova nação. Um lugar que as Máquinas podem chamar de lar. Eles chamam esta nação de "01".

Fracasso Econômico
01 prospera. Mas os líderes humanos se recusam a cooperar com a nova nação. Os embaixadores de 01 apresentam planos de relações pacíficas com os homens. A inclusão de 01 na ONU é negada.

Ataque Preventivo
As nações unidas da humanidade iniciam um ataque nuclear contra 01. O bombardeio prolongado envolve a nação das Máquinas com o brilho de mil sóis.

Operação Tempestade Negra
Os líderes da humanidade concebem a destruição do céu para tirar das Máquinas o sol, sua principal fonte de energia. A decisão dos humanos forçou as Máquinas a começarem a procurar por outras formas de energia.


Vitória
As Máquinas superam a oposição humana e declaram vitória. O primeiro protótipo da Unidade Blindada original foi criado e utilizado nesta guerra.

Forma Alternativa de Energia
As Máquinas se voltam para as energias bioelétrica, térmica e cinética do corpo humano.

Simbiose

As Máquinas obtém energia do corpo humano, uma fonte inesgotável e infinitamente renovável.

A demanda pela carne
O conselheiro de segurança da ONU oferece a rendição incondicional das restantes Nações Unidas.

Continua...


Matrix