27 de maio de 2011

A TRADIÇÃO DA LIBERDADE SIGNIFICA TUDO

Não sou homem de partidos políticos. Onde vejo a infâmia, busco erradicá-la. Nomes de partidos nada significam. A tradição da liberdade significa tudo. As pessoas comuns deixarão isso passar, ah, sim. Elas venderão a liberdade por uma vida mais tranquila. É por isso que elas devem ser espicaçadas, espicaçadas...

Anthony Burgess (Laranja Mecânica; pág: 161)


Você já estava numa prisão. Esteve numa prisão a vida toda! Calaboca! Eu não quero ouvir! Eu não tava numa prisão. Era feliz! Era f-feliz aqui até você me expulsar... A felicidade é uma prisão, Evey. A felicidade é a mais insidiosa das prisões. E-eu estava amando! Era feliz! Se era uma prisão, não me importa! Não! Seu amante vivia na penitenciária em que todos nós nascemos, e era forçado a varrer os dejetos do mundo para viver. Ele conheceu afeição e ternura por pouco tempo. Por fim, um dos outros internos esfaqueou-o com uma espada e ele se afogou no próprio sangue. É isso, Evey? Essa felicidade vale mais do que a liberdade? Você está numa prisão, Evey. Nasceu numa prisão. Esteve numa por tanto tempo que já nem acredita que há um mundo lá fora... Chega! Você é louco! Não quero ouvir mais! Isso porque tem medo, Evey. Você tem medo porque pode sentir a liberdade se aproximando. Está com medo porque a liberdade é aterradora...

Alan Moore e David Lloyd (V de Vingança; págs: 170, 171 e 172)

Nenhum comentário: