21 de abril de 2011

O PASSADO

Com efeito, à medida que avançamos, à medida que nos afastamos, o passado se apaga, semelhante à paisagem através da qual caminhamos. Está acontecendo comigo o que acontece às pessoas que se feriram em sonho, olham e sentem o ferimento, mas não se lembram de o terem recebido. Então adiante, homem regenerado; adiante, rico extravagante; adiante, sonhador vigilante; adiante, visionário todo-poderoso; adiante, milionário invencível. Reconsidera por um instante essa perspectiva da vida miserável e indigente, volta a percorrer os caminhos para onde a fatalidade o empurrou, para onde o infortúnio o impeliu, onde o desespero o recebeu. Uma profusão de diamantes, ouro e felicidade hoje reflete seus raios nos cristais desse espelho em que Monte Cristo contempla Dantès. Esconde esses diamantes, conspurca esse ouro, apaga esses raios. Rico, encontra o poder; livre, encontra o prisioneiro; ressuscitado, encontra o cadáver.


Alexandre Dumas (O Conde de Monte de Cristo; págs: 1313 e 1314)

2 comentários:

Ana Maria disse...

Uma feliz Páscoa, que Jesus renasça sempre na sua vida!
Beijinhos iluminados!

Diego Cosmo disse...

Pow... "que jesus renasça sempre na sua vida"

Uma frase carregada de uma humanidade sem precedentes.