31 de agosto de 2010

A BOA NOVA DA HUMANIDADE É A VIDA!

Por: Diego Cosmo

Há teólogos fundamentalistas que procuram defender a literalidade da bíblia como algo inquestionável, das Escrituras Sagradas tiraram uma idéia de que a salvação se dá em um relacionamento individual com Deus e separado da realidade que envolve a comunidade, segundo eles para se ter a salvação bastaria somente crer nas doutrinas certas, qualquer indivíduo que for pesquisar ou expor uma teoria que ameaçasse os pressupostos da fé fundamentalista será considerado uma afronta, um desrespeito a Deus, sendo assim, acabaram por semearem uma verdadeira injustiça às pessoas, privando-as de conhecerem o caminho que as levariam a vivenciar o verdadeiro Reino de Deus.

É fato que nunca houve, entre os mais conservadores, a preocupação em estudar e investigar a fundo a verdade por trás das Escrituras com bom senso, descartam totalmente a reflexão epistemológica, pesquisam somente o que for lhes ajudar na solidificação de suas argumentações engessadas... Os fundamentalistas são na verdade um grupo ligado a uma dimensão cultural de milhões de anos atrás, e uma das formas mais eficientes de evangelizarem de forma relevante em nossa cultura, é fazer a publicação da fé cristã e os cultos de um jeito que envolvam emocionalmente seus ouvintes, isso se tornou prioridade justamente pela pobreza de seus fundamentos e por deixarem de lado as exigências do evangelho.

Vale ressaltar a grande influência norte-americana sobre o crescimento absurdo da cultura fundamentalista cristã, por se considerarem a maior nação evangélica do mundo, acreditam piamente no "destino manifesto" que diz respeito a crença de que os EUA é uma nação escolhida por Deus para comandar o mundo, e por esse motivo justifica-se o crescimento territorial, o poder militar, o grande desenvolvimento e as "BIG" igrejas etc.. Tudo isso seria nada mais do que o cumprimento da vontade de Deus...

"A derrubada do muro de Berlim, e logo após, a dissolução da União Soviética, produziu abatimento na esquerda, mas para a direita foi uma celebração. Desencanto e letargia cederam espaço para o consumismo. Um avivamento CAPITALISTA se alastrou pelo mundo globalizado. A idéia moderna do progresso ganhou novo ímpeto com a revolução cibernética. Falava-se em nova revolução industrial com a internet e a popularização dos computadores domésticos. O capitalismo se assumiu vencedor e os Estados Unidos, única sede dos novos tempos. A Guerra Fria, que polarizou o mundo, terminara e os Estados Unidos se consideraram vitoriosos. O mundo, polarizado desde o último grande conflito, parecia festejar o triunfo do Ocidente capitalista, branco e protestante. E evangélicos conservadores, fundamentalistas e nacionalistas retomaram o discurso do "destino manifesto." - Ricardo Gondim

Graças a Deus evoluímos um pouco intelectualmente com o passar do tempo e com isso foi chegada a hora de repensarmos alguns dogmas da instituição cristã que a muito tempo andava estagnada e sem levar em consideração a cultura das pessoas. Para começarmos a pensar em algo sobre a missão da igreja, tendo Cristo como referência, só podemos concluir que a proposta do cristianismo consiste em uma ação abrangente e revolucionária, algo que tenha ligação direta com o mundo e as pessoas que nele vive, ou seja, com a realidade da criação de Deus.

"O anúncio da Palavra sem referência aos sofrimentos de milhões de pessoas esvazia a boa-nova de Jesus! A boa-nova que devemos anunciar é que, como nos ensinou Jesus, o Reino de Deus já está entre nós, atuando por meio e no meio de nós quando semeamos justiça, fraternidade e paz. Só assim a missão cristã é compreendida e realizada de uma forma integral." - Jung Mo Sung

A igreja tem como missão produzir uma transformação social em beneficio dos pobres e gerar uma transformação espiritual na comunidade e para que isso seja realizado não é necessário apenas uma proclamação verbal do evangelho, o que somente empobreceria o evangelho em sua totalidade. Os fundamentalistas quando declaram que a proclamação do evangelho às pessoas não evangelizadas é prioridade ou a missão da igreja, creio que isso seja na maioria das vezes, o que na psicanálise é chamado de racionalização, que consistiria, por exemplo, tornar uma ação que naturalmente lhe exigiria um certo sacrifício para ser realizada em algo que não lhe custe quase nada e deixar também que fique entendido que as coisas estão sendo feitas corretamente.

No momento em que a igreja é um fim em sí, a boa nova é esquecida...

18 de agosto de 2010

NOVA ORDEM MUNDIAL = TRANSE CULTURAL

Por: Diego Cosmo
A inofensividade contemporânea das pessoas perante o descaso do governo e a injustiça social se deve basicamente ao sucesso do capitalismo "selvagem" que cresceu, se desenvolveu e continua a se desenvolver, da mesma forma que os peões do xadrez são peças chave para o xeque-mate e os soldados da linha de frente são essenciais para a vitória na guerra, o "povão" é parte essencial para que o sistema todo se mantenha vivo.

Devo confessar que é excepcional a forma como são e ainda é articulada os instrumentos para que se perpetue o poder, seja do governo ou outra área que dependa do convencimento por meio do interesse próprio e da manipulação para sobreviver. Usa-se dos outros, no mínimo, a vaidade e a falta de caráter como ponto de partida para projetarem o que farão para que eles, ignorância fruto já das desigualdades... Entenda-se que por "outros" e "eles" signifique a maioria das pessoas, fazem que tais vejam o mundo a sua volta de forma que não possam oferecer ameaça alguma aos do topo da pirâmide e no modo como as coisas andam.

Acabou a muito tempo o governo que visava cuidar e beneficiar as pessoas como prioridade, se é que já existiu, os que fizeram esforços para uma melhoria na humanidade como Gandhi, Martin Luther King e até Jesus Cristo entre outros acabaram mal, pode-se entender como capitalismo selvagem esses fatos também.

Com a perda da humanidade na humanidade os nossos valores essenciais foram corrompidos, hoje é valorizado quem tem algo a mais, o que compra e os que andam na passarela do que a maioria dita enquanto os que se preocupam com as condições sociais e políticas são tidos como retrógrados, geralmente os que buscam sempre estar com status perante a sociedade ou em seu ciclo social com princípio de vida, esses são os mais desumanos e egoístas da forma mais repugnante, muitas vezes não por maldade mas por simplesmente não se importarem com o que rola ao seu redor, pois estão preocupados com pequenas coisas de natureza estritamente pessoal...

E é nisso que consiste a inofensividade cruel e o sucesso da engenhoca das ferramentas de perpetuação do poder, fazendo-nos sermos cúmplices da desumanidade, pois para ser um humano no seu mais profundo significado deve-se ser amoroso. Eis o desafio...

11 de agosto de 2010

A PIEDADE PERVERTIDA

O louvorzão, assim como as vigílias e as reuniões de oração, e até mesmo o mais simples culto de domingo, muitas vezes não passam de um tipo de superstição que beira a feitiçaria, uma vez que ele é realizado com o intuito de "forçar" uma ação benévola da parte de Deus, como se o culto e o louvor fossem um "sacrifício", como os antigos sacrifícios pagãos. Neste caso, não temos mais liturgias, mas sim teurgias, nas quais procura-se manipular o poder de Deus.


Ricardo Quadros Gouvêa (A Piedade Pervertida)

5 de agosto de 2010

ARCOS E HARPAS


O poder do Senhor do Escuro nunca se manifestou tão claramente como na hostilidade que divide todos aqueles que ainda se opõem a ele. Vivemos atualmente numa ilha rodeada de perigos, e nossas mãos tocam com mais freqüência os arcos que as harpas. O mundo está cheio de perigos, mas ainda há muita coisa bonita, e embora atualmente o amor e a tristeza estejam misturados em todas as terras, talvez o primeiro ainda cresça com mais força.

Haldir (Lórien)


J.J.R. Tolkien (O Senhor Dos Anéis; págs: 362 e 363)