4 de abril de 2010

SERMÃO DO MONTE


Todos querem a ordem e sabedoria de Paulo,
mas nem todos querem a desordem e ousadia de Jesus.
Todos querem o respeito e liderança de Moisés,
mas nem todos querem a vergonha e simplicidade de Jesus.
Todos buscam o poder de Eliseu,
mas nem todos a fraqueza de Jesus.
Todos almejam a glória de Davi,
mas nem todos o vexame de Jesus.
Todos querem as palavras de Isaias,
mas nem todos a pregação ao pobre de Jesus.
Todos pregam o zelo e temor dos profetas,
mas nem todos a graça e subversão de Jesus.
Todos querem o céu de Elias,
mas nem todos querem o inferno de Jesus.
Todos querem a ressurreição de Jesus,
nem todos a páscoa de Jesus.


Verticondes


Jesus contagia e atrai gente de todas as classes sociais, etnias, línguas, raças e nações (Ap 5.9-10). Convoca os discípulos com vistas à formação de uma comunidade de homens e mulheres capazes de se permitir serem transformados por novas virtudes. E é basicamente dessas novas bem-aventuranças que o Sermão do Monte trata com sutileza e profundidade.


Carlos Queiroz (Ser é o Bastante; pág: 41)

5 comentários:

Patrícia Colmenero disse...

raramente queremos o mais difícil
somos apenas mamíferos de calças

Diego Cosmo disse...

É vero! é o famoso, como se popularizou, jeitinho brasileiro!
Definitivamente seguir Cristo não é pra qualquer um...

Razek Seravhat disse...

A pé pelo cosmo... EStá disposto...

Diego Cosmo disse...

é, assim posso prestar mais atenção nas coisas! xD

Sylvio de Alencar. disse...

É isso mesmo!
Todos querendo o mais que puderem com um mínimo de esforço...

Abrçs.