6 de abril de 2010

AQUILO QUE A IGREJA DÁ A ENTENDER

1 - Que aquela facção da igreja é de algum modo mais notável, e, portanto, mais legítima, que todas as outras.

2 - Que o modo genuíno de se exercer o cristianismo é estar presente nas reuniões regulares e demais atividades de determinada agremiação, ou seja, que a devoção é uma espécie de prêmio de assiduidade.

3 - Que o conteúdo da crença é mais importante que o desafio da fé.

4 - Que o caminho do afastamento do mundo, segundo o exemplo de João Batista, é mais digno de imitação que o caminho do envolvimento com o mundo, segundo a vida de Jesus.

5 - Que o modo de vida baseado na busca circular pela legitimação é mais respeitável que o das pessoas que conseguem viver sem recorrer a esses refrigérios.

6 - Que o modo adequado de honrar a herança de Jesus é dançar em celebração ao redor do seu nome, ignorando em grande parte o que ele fez e diz.


Paulo Brabo (A Bacia das Almas; pág: 39)

Nenhum comentário: